Governadores escrevem carta às autoridades federais contra fake news e pela paz

Documento foi endereçado a Bolsonaro e aos presidentes da Câmara dos Deputados, Senado e do Supremo Tribunal Federal.

Da redação,
Elisa Elsie/Assecom-RN
Governadora Fátima Bezerra subscreveu carta endereçada a Bolsonaro e aos presidentes da Câmara, Senado e STF.

Governadores de 16 estados brasileiros escreveram, nesta segunda-feira (29), um manifesto intitulado “Carta dos governadores: queremos verdade e paz”, endereçada ao Presidente da República, aos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal e ao STF, argumentando indignação frente à crescente onda de agressões e à disseminação em massa de fake news.

A disseminação de notícias falsas tem o objetivo de gerar instabilidade institucional nos Estados e consequentemente em todo o país. Segundo a carta, que é subscrita pela governadora Fátima Bezerra, devido ao delicado momento de emergência na saúde causada pela pandemia da covid-19, esse clima de agressões e instabilidade coloca em grave risco a vida dos brasileiros. 

“Alguns agentes políticos espalham mentiras sobre dinheiro jamais repassado aos estados, fomentam tentativas de cassação de mandatos, tentam manipular policiais contra a ordem democrática, entre outros atos absurdos”, diz a carta. O documento conclama as autoridades a tomarem providência para coibir tais atos ilegais e imorais.

A carta faz referência ao que aconteceu nesse domingo (28), quando um PM na Bahia, fardado e armado com fuzil, chegou a um ponto turístico da cidade iniciando disparos após sofrer um surto psicótico. O soldado teria sido baleado após atirar com o fuzil contra a guarnição do Bope que tentava negociar com ele. Depois do episódio, alguns parlamentares em suas redes sociais sustentaram a narrativa de que o policial havia sido abatido por não acatar ordens do governo baiano, o que contraria a versão dos policiais na operação. 

“Estimular motins policiais, divulgar Fake News, agredir Governadores e adversários políticos, são procedimentos repugnantes, que não podem prosperar em um país livre e democrático”, escrevem. Os governadores defendem que os agentes públicos precisam de paz para seguir trabalhando, e agradecem a todos os servidores públicos e profissionais que têm atuado incessantemente na luta para vencer a pandemia.

“Merecem especial destaque as forças policiais, que têm a nossa solidariedade e apoio em relação a reivindicações justas quanto à vacinação”, pedido esse já solicitado pelos governadores junto ao Ministério da Saúde pela Comissão Intergestores Trípartite – CIT.

Tags: Carta dos Governadores fake news manifesto paz
A+ A-