Com hemorragia, Bruno Covas vai para a UTI e é intubado

Endoscopia revelou sangramento na cárdia, órgão onde foi detectado um dos primeiros tumores do prefeito licenciado de SP.

Da redação, Estadão Conteúdo,

bruno_covas_370O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), foi transferido nesta segunda-feira (3) para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês, na capital, e teve de ser intubado após exames detectarem uma hemorragia na cárdia, um dos órgãos atingidos pelo câncer que o prefeito enfrenta desde novembro de 2019. Ele havia se licenciado por um período de um mês da Prefeitura no domingo, 2, para se dedicar ao tratamento. O vice-prefeito, Ricardo Nunes, assume o cargo. "Covas confia em mim", disse nesta segunda ao Estadão.

O sangramento de Covas foi detectado por uma endoscopia e está sendo tratado com “medidas de hemostasia local”, segundo boletim médico divulgado na manhã desta segunda. “O prefeito Bruno Covas foi encaminhado para Unidade de Terapia Intensiva submetendo-se a intubação oro-traqueal e recebendo as medidas adequadas de suporte clínico”, informa o texto.

Segundo o oncologista Tulio Pfiffer, que faz parte da equipe que acompanha o prefeito, o sangramento já está controlado. "Ele foi transferido para a UTI por zelo após a suspensão do sangramento e para ser avaliado de perto", disse.  Segundo  Pfiffer, o sangramento se deu no local da primeira lesão, ou seja, na cárdia, estrutura que funciona como uma válcula  entre o estômago  e o esôfago. O médico, no entanto, afirmou que o fato de o sangramento ter ocorrido no mesmo local do primeiro tumor "não significa necessariamente" nova piora da doença.

Ainda de acordo com a equipe médica, a intubação servirá para evitar que, no caso de nova hemorragia, o sangue siga para os pulmões, o que poderia comprometer ainda mais o quadro do prefeito.

Covas não relatou dor, ainda de acordo com Pfiffer. O prefeito está com anemia, o que, segundo o especialista, pode ter colaborado para o sangramento detectado nesta segunda. Enquanto esteve internado, na semana passada, Covas chegou a receber complementação alimentar intravenosa para auxiliar o processo alimentar regular, por via oral, para que ele ganhasse força.

Tags: Bruno Covas câncer prefeito de SP
A+ A-