Cerca de 12 mil potiguares foram às ruas pedir a saída da presidente

Estimativa foi da Secretaria de Segurança, mas organizadores falaram em 40 mil pessoas.

Rafael Araújo, Flávio Oliveira e Cintia da Hora,
Artur Melo/Frankie Marcone/Nominuto
Mobilização foi convocada, principalmente, pelas redes sociais e também pedia impeachment da presidente Dilma.

O protesto contra corrupção na Petrobras e contra o governo da presidente Dilma Rousseff começou em Natal às 15h, em frente ao shopping Midway. A Polícia Militar estimou o público em 12 mil pessoas no momento de maior concentração, e os organizadores falaram em 40 mil.

A manifestação iniciou de forma tímida e foi ganhando proporções ao longo da tarde. Pequenos grupos foram chegando ao Midway vestindo as cores da bandeira do Brasil e portando cartazes com frases de ordem. 

protesto-h1

Na frente da Associação Médica do RN, outra concentração foi formada. Com um carro de som, a associação pedia que o ato ocorresse sem violência, e que as pessoas apontassem atos de vandalismo, colaborando com o trabalho da polícia. Logo após, o grupo se dirigiu em direção ao shopping para seguir a caminhada.

A mobilização foi convocada em todo país, principalmente, pelas redes sociais e também pedia impeachment da presidente Dilma. Entre o barulho de apitos, os manifestantes caminhavam agitando bandeiras brancas e gritando “Fora PT, fora Dilma”.  

protesto-h2

Protesto para uns e comércio para outros. Os ambulantes aproveitaram o movimento para comercializar bandeiras do Brasil. “Estou vendendo bem, melhor do que na Copa. Já vendi uma média de 100 bandeiras”, afirma César Peres, ambulante.

O deputado federal, Rogério Marinho (PSDB), também marcou presença. O parlamentar disse que participa como cidadão e não como deputado. “Esse não é um movimento ligado aos partidos políticos. Estou aqui com minha família para mostrar o sentimento de indignação que toma conta do país”, disse Rogério Marinho.

protesto-h3

Um grupo com representantes de vários motoclubes potiguares se juntaram ao protesto. “Sinceramente nosso Brasil está entregue às ruínas. O povo brasileiro está sofrendo com tudo que ela está praticando com nosso atual sistema político. Então, impeachment já!”, diz João Carvalho, membro dos motociclistas.

Os manifestantes ocuparam as duas faixas da Avenida Senador Salgado Filho e seguiram em caminhada até a parada final na Avenida Miguel Castro. O clima era de confraternização, muitas famílias e casais estiveram presentes. Durante o protesto, algumas pessoas fizeram o uso de bebidas alcoólicas.

Segundo a organização da manifestação, o impeachment de Dilma é a principal bandeira do movimento. “Tem que mudar o governo para mudar o país”, disse Karol Diniz, um dos organizadores em Natal.

protesto-h4

A categoria médica também estava presente na manifestação. José Rozendo Neto, presidente da Associação Médica do RN, disse que o movimento é pela governabilidade. “Dilma mentiu na campanha e agora ela merece o impeachment”.

O Gabinete de Gestão Integrada Estadual (GGI-E) esteve monitorando o movimento durante todo o dia, e o helicóptero da Polícia Militar deu apoio à segurança. Segundo a Secretaria de segurança Pública (Sesed), não houve nenhum registro de ocorrência na Delegacia Móvel, montada pela Polícia Civil especialmente para a manifestação.

protesto-h5

A organização do evento afirma que uma média de 40 mil pessoas estiveram nas ruas hoje. Mas segundo estimativa da Sesed, aproximadamente 12 mil pessoas participaram do ato, e após esse pico iniciou-se a dispersão. A Secretaria realizou o monitoramento do protesto através da plataforma móvel de observação. 

Por volta das 18h, a marcha chegou na Avenida Miguel Castro e os manifestantes começaram a se dispersar.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também esteve presente no ato e afirmou não ter registrado nenhum incidente. “A manifestação foi tranquila, tudo dentro da normalidade. Encerrou onde estava previsto encerrar, tudo como estava programado”, garante Inspetor Barros da PRF. 

Confira mais imagens:


Tags: política protesto
A+ A-