Trio de assaltantes troca tiros com a polícia e acabam baleados

Incidente teve início depois que policiais da Rocam perceberam que o bando tentava assaltar uma caminhonete Pajero. Na troca de tiros, três acusados foram baleados e um deles está em estado grave.

Thyago Macedo e Júlio Pinheiro,
Três assaltantes ao serem abordados por policiais das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) resolveram efetuar disparos contra os PMs e levaram a pior. Todos três foram baleados. Para a polícia o prejuízo foi uma viatura atingida por balas. O incidente teve início na rua São José, depois que os policiais perceberam que o bando tentava assaltar uma caminhonete Pajero.

A partir daí começou uma perseguição. Quando chegou na avenida Amintas Barros, em Morro Branco, os homens da Rocam pediram para os acusados pararem o Pálio, de placas HAE-1021. Neste momento, os acusados tentaram fugir e atiraram contra a viatura da Rocam. Na troca de tiros, os três assaltantes bateram o carro em uma proteção de calçada e foram baleados.

Um deles, ainda saiu correndo em direção a avenida Rui Barbosa e tentou roubar uma caminhonete Frontier, quando a proprietária saia de um estacionamento. O acusado retirou a mulher do veículo, que foi alvejado por cerca de dez disparos. Um deles atingiu a região da nuca do homem, que está em estado grave no Hospital Walfredo Gurgel.

Os outros dois também foram socorridos. Júlio César Ferreira Pinto foi levado imediatamente para o pronto socorro, mas, segundo informações do HWG, ele está consciente. O terceiro acusado, Jackson Justino de Sá (foto), 28, passou cerca de meia hora deitado ao lado do carro em que estava.

Em conversa com a reportagem do Nominuto.com, ele afirmou que “não sabia de assalto nenhum. Eu só estava no carro de carona”. Jackson foi atingido nas pernas e na barriga de raspão. Ele foi socorrido pelos policiais do Bope e da Rocam.

Um dos policiais que estava na viatura da Rocam, era o coordenador da unidade, capitão Marlon de Góis. “Os acusados estavam com duas armas. Mas, depois do tiroteio, um deles jogou a arma na rua. Um motoboy que passava no local apanhou o revólver e levou. Estamos tentando identificar esse homem”, informou.

Segundo informações preliminares da polícia, os três acusados podem ter cometidos outros assaltos a carro. No entanto, depois de levantamento, a polícia descobriu que o pálio em que o trio estava tinha placa legal. A viatura da Rocam teve o vidro traseiro quebrado.
Tags: polícia
A+ A-