PRF prende dois motociclistas fazendo “rachas” na BR-101, em Parnamirim

Dupla tentou fugir pela contramão e colidiu contra um outro motociclista, que seguia para casa.

Da redação, PRF,
Cedida/PRF
Dois motociclistas que faziam 'racha' foram presos pós colidirem com um outro motociclista que seguia no sentido contrário.

A Polícia Rodoviária Federal prendeu em Parnamirim, no Km 104 da BR-101, dois motociclistas acusados de participarem de um "racha" e por causarem lesão corporal a terceiro. Segundo a PRF, a prisão ocorreu às 22h20 desta quinta-feira (21). Os homens têm 23 e 27 anos.

Segundo a PRF, por volta das 21 horas, foi recebida pelo Whatsapp, uma denúncia de “rachas” praticados por motociclistas, na BR 101, nas imediações do Conjunto Mirassol, em Natal.

De imediato, a informação foi repassada ao Grupo de Motociclistas da PRF, que deslocou uma equipe ao local, e fez abordagem a veículos suspeitos. A equipe continuou em diligências e quando chegou no perímetro urbano da rodovia, em Parnamirim, visualizou vários motociclistas disputando corrida na BR.

Quando perceberam a presença da equipe PRF, todos tentaram fugir, pegando a contramão de direção da rodovia. Nessa atitude irresponsável, dois motociclistas terminaram colidindo com um outro motociclista que seguia no sentido contrário, com destino à sua residência.

Ato contínuo, os policiais rodoviários federais deram voz de prisão aos dois infratores, além de prestarem assistência à vítima, que foi socorrida ao Hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim.

Um dos causadores do acidente também foi levado ao hospital, mas foi liberado e encaminhado, com o parceiro, à Central de Flagrantes, em Natal. Os veículos foram recolhidos ao pátio. Essa prática tem sido muito comum nas rodovias federais e estaduais da região metropolitana de Natal, porém a PRF está atenta a esse crime.

De acordo com o Art. 308 do Código de Trânsito Brasileiro – CTB, constitui crime de trânsito, participar, na direção de veículo automotor, em via pública, de corrida, disputa ou competição automobilística, gerando situação de risco. O crime prevê pena de detenção de seis meses a três anos, além de multa e suspensão ou proibição de se obter a carteira nacional de habilitação.

Tags: PRF
A+ A-