Policial penal é vítima de assalto e sofre ameaças ao ser reconhecida pelos criminosos

Polícia Militar conseguiu interceptar e prender os bandidos no bairro das Rocas, em Natal.

Da redação,
Arquivo/Nominuto.com
Vilma Batista, presidente do Sindicato dos Policiais Penais do RN, disse ter sido reconhecida pelos criminosos durante assalto.

A agente de segurança e presidente do Sindicato dos Policiais Penais do Rio Grande do Norte, Vilma Batista, foi vítima de um assalto no final da tarde desta terça-feira (11), quando chegava a uma loja situada na rua São José.

Segundo relato da própria policial penal, ela estava na calçada da loja, ao lado de duas amigas, quando três criminosos chegaram em um veículo e anunciaram o assalto. Um deles reconheceu a agente e a ameaçou de morte.

"Ele disse: 'eu não vou te matar porque sua família é grande', então eu disse, 'está entregue a vocês. Agora, saiba que as consequências vão ser grandes, tanto pra mim como pra você'. Daí ele ficou na dúvida se me matava ou não, e decidiram não me matar", relatou a policial, após o assalto.

Os assaltantes levaram os celulares da policial e das duas amigas. Eles fugiram em seguida, sem atirar na agente de segurança nem nas outras duas vítimas.

Logo que os criminosos fugiram, as vítimas acionaram o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Uma guarnição da Polícia MIlitar conseguiu interceptar e prender os bandidos no bairro das Rocas, na zona leste da capital. Eles foram levados à Central de Flagrantes da zona sul de Natal.

Tags: assalto policial penal Vilma Batista
A+ A-