Polícia Civil deflagra Operação “Mãos Negras” em Passa e Fica e Nova Cruz

Investigações visam elucidar a prática de crimes de homicídios que ocorreram recentemente.

Da redação, Polícia Civil,
Cedida/Policia Civil
Durante a operação, foram apreendidas sete armas de fogo, munições, coletes balísticos, rádios comunicadores e celulares.

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) deflagraram, na manhã desta quarta-feira (29), com apoio da Diretoria de Polícia Civil do Interior (DPCIN), a Operação “Mãos Negras”.

Ao longo de investigações, que visam elucidar a prática de crimes de homicídios que ocorreram recentemente no local, uma Força-Tarefa, comandada pela Deicor, foi instaurada no município de Passa e Fica para uma melhor produtividade investigativa. 

A Operação “Mãos Negras”, realizada nas cidades de Nova Cruz e Passa e Fica, resultou no cumprimento de 15 mandados de busca e apreensão, na prisão em flagrante delito de cinco suspeitos, além da apreensão de sete armas de fogo (revólver, pistolas e espingardas), dezenas de munições, vários coletes balísticos, rádios comunicadores na frequência da Polícia Militar (PM) local e aparelhos celulares. O objetivo foi desarticular uma suposta milícia armada privada.

Após várias denúncias anônimas, informando que nos municípios de Nova Cruz e Passa e Fica havia um grupo clandestino de seguranças patrimoniais que estavam praticando vários crimes, entre eles: extorsão, homicídios mediante pagamento e até roubos a mão armada, os policiais civis da equipe da Deicor deram início ao trabalho investigativo. Durante às investigações, constatou-se que realmente existia uma espécie de "polícia paralela", que circulava portando armas ostensivamente, vestindo coletes e usando rádios comunicadores. 

Segundo as investigações, os suspeitos abordavam os cidadãos e exigiam pagamentos pelos “serviços”. Foi apurado também a existência de alguns inquéritos para investigação da prática do crime de homicídios nos quais os integrantes dessa milícia armada são apontados como supostos autores.

Ao longo das diligências para o cumprimento dos mandados de busca e apreensão, foram presos pela suspeita da prática dos crimes de posse e porte irregular de arma de fogo e munições: Cláudio Veríssimo Correia, mais conhecido como "Cláudio Pitbull", Jesenilson Bezerra, mais conhecido como “Preto”, 34 anos, Francisco Ferreira da Silva Júnior, 34 anos, Pedro Soares Diniz e Rodrigo Felipe da Silva. 

As diligências foram realizadas de forma integrada à: Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur), Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc) Natal, Delegacia Especializada em Assistência ao Turista (Deatur), 1ª e 10ª Delegacias Regionais de Polícia (DRPs) de São Paulo do Potengi e de João Câmara e às Delegacias Municipais de Monte Alegre, Touros, Tangará, Canguaretama, Goianinha, Pipa, Arez  e Santo Antônio.

Tags: Nova Cruz Operação Mãos Negras Passa e Fica
A+ A-