''Pablo Escobar brasileiro'' que operava rota de drogas em Natal é preso na Hungria

Homem comandava operações internacionais utilizando o Porto de Natal e vários portos do país.

Da redação,
Reprodução/ VMM, Lá Voz de Galícia
Ainda não há a confirmação se Carvalho ficará preso na Europa ou se será extraditado para o Brasil. Ele estava foragido desde 2018.

Um dos maiores traficantes de drogas do Brasil e do mundo foi preso hoje (21), pela Polícia da Hungria. Sérgio Roberto de Carvalho, de 63 anos, conhecido como Major Carvalho, estava em Budapeste, capital húngara, com um passaporte falso, e não resistiu à prisão, informou a Polícia Federal. 

Carvalho chegava a comandar operações internacionais utilizando o Porto de Natal e vários outros portos do país. Ainda não há a confirmação se ele ficará preso na Europa ou se será extraditado para o Brasil. Ele estava foragido desde 2018.

O papel do Rio Grande do Norte no esquema internacional comandado pelo Major Carvalho, segundo processos obtidos pelo jornal Tribuna do Norte, ocorria com métodos e técnicas para driblar a Receita e Polícia Federal. O principal método é o Rip On/Rip Off, que consiste na quebra do lacre do conteiner, inserção da droga (Rip On) e colocação de outro lacre, sem conhecimento do exportador/importador da carga lícita. Na descarga no destino, há o movimento inverso e o contêiner é reaberto para retirada da droga (Rip Off). 

No Brasil, o narcotraficante, conhecido como "Pablo Escobar Brasileiro", foi condenado em 2019 a 15 anos e três meses de prisão por usar laranjas em empresas de fachada para movimentar R$ 60 milhões. 

Investigações da Polícia Federal apontam que o maior Carvalho comandava uma grande organização criminosa responsável pelo envio de 45 toneladas de cocaína para Europa, avaliada em R$ 2,25 bilhões, a partir de 2017.

Tags: Hungria major carvalho Pablo escobar brasileiro Polícia Federal Porto de Natal traficante
A+ A-