“Eu considero o Caso Gusson superado”, diz Garibaldi Filho

O presidente do Senado frisou que não acredita que esse fato possa manchar seu mandato no Congresso.

Thyago Macedo,
Vlademir Alexandre
Senador: "Considero o Caso Gusson superado, até porque ele não me deixou nenhuma marca."
“Eu considero o Caso Gusson superado, até porque ele não me deixou nenhuma marca. Já era”. Foi assim que o presidente do Congresso Nacional, senador Garibaldi Alves Filho, respondeu a pergunta do jornalista Fred Carvalho a respeito do escândalo que ganhou repercussão em todo o país.

Garibaldi destacou que à época houve denúncias, “mas, eu não fui denunciado em nenhum momento”. Durante a resposta do senador, o jornalista Diógenes Dantas questionou se Garibaldi não temia que investigações sobre o passado dele pudessem manchar seu mandato.

“Se tivesse de manchar, já teria manchado. Até porque, hoje, ninguém dá muito crédito a esse fato”, frisou Garibaldi Alves Filho.

O senador ressaltou que, no período de sua candidatura à presidência do Senado, a imprensa nacional chegou a investigar e relembrar o caso Gusson. “Mas, como não há nada contra mim, eles logo deixaram isso de lado”, completou.
A+ A-