Corregedor do TJ pede melhorias no sistema carcerário potiguar

Desembargador Cristóvam Praxedes pediu soluções alternativas imediatas para o problema.

Fred Carvalho,
Fred Carvalho
Desembargador Cristóvam Praxedes cobra soluções para o problema
O corregedor do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador Cristóvam Praxedes, cobrou soluções para o problema da superlotação carcerária do sistema prisional potiguar. Em entrevista ao Jornal 96, da 96 FM, na manhã desta terça-feira (20), o magistrado disse que pretende buscar, pelo menos a curto prazo, medidas alternativas para se evitar um colapso.

“Estamos em uma situação crítica. Praticamente todos os presídios, todas as cadeias públicas e a maioria das delegacias estão superlotados. Se os governantes não tomarem uma medida severa e definitiva agora, como será essa situação daqui a 10, 20 ou 30 anos?”, indagou o desembargador.

Cristóvam Praxedes reconheceu a dificuldade de se buscar soluções para o problema. “Isso demanda tempo e dinheiro, até mesmo por causa da burocracia e da morosidade. Devido a isso, vamos buscar também medidas alternativas. Para achar essas soluções, foi formada uma comissão com quatro juízes criminais para que eles, que administram esse problema, possam me sugerir algo para levar ao Governo do Estado”, informou.

Essa comissão é formada pelos juízes Guilherme Maia, Ivanaldo Bezerra, Henrique Baltazar e Kennedy Braga.
A+ A-