Corpo encontrado em duna da Redinha é de motorista por aplicativo

Arlley Diego Dantas foi identificado pelo Itep através das impressões digitais.

Da redação,
Acervo familiar

O corpo encontrado em uma área de dunas na Redinha, na zona Norte, n noite dessa segunda-feira (27), é do motorista por aplicativo Arlley Diego Dantas, que havia desaparecido no último dia 18. O Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) confirmou na tarde desta terça-feira (28) a identificação do jovem por meio das impressões digitais. A família do jovem esteve na sede do Itep para liberar o corpo.

Arlley Diego tinha 24 anos e trabalhava como motorista de aplicativo. O rapaz desapareceu no dia 18 de julho após pegar uma corrida. Um dia depois do sumiço, o veículo que era utilizado por ele foi encontrado em chamas, na praia de Santa Rita, no litoral norte.

Depois de 10 dias sem informações sobre o paradeiro de Arlley, policiais militares do 4º Batalhão localizaram o cadáver enterrado em uma área de duna quando foram verificar denúncias de populares. A Polícia Civil investiga o caso.

Segundo informações de familiares da vítima, o sepultamento deverá ocorrer na manhã dessa quarta-feira (29), no cemitério Vila Park, no município de São Gonçalo do Amarante.

Tags: Polícia
A+ A-