Caso Gabriel: familiares e amigos protestam para cobrar celeridade na investigação

Um mês após a morte do jovem, Polícia Civil ainda não apontou suspeitos pelo crime.

Da redação,

Há exatamente um mês, o corpo de Giovanne Gabriel de Souza Gomes, foi encontrado em uma região de mata da comunidade Pau Brasil, em São José de Mipibu, na Grande Natal. A perícia criminal indicou que o jovem assassinado teve os braços amarrados com braceletes plásticos e foi alvo de tiros na cabeça.

Ainda sem respostas sobre o homicídio, a família do jovem convocou uma manifestação para esta terça-feira (14), às 15h, na praça do Guarapes, na zona oeste de Natal, para pedir justiça e ajudar a identificar os autores do assassinato.

O ato, intitulado de “Justiça por Gabriel”, pretende cobrar rapidez na apuração do caso. Um dia após a morte do jovem, a governadora do Estado, Fátima Bezerra, também fez coro ao pedido dos familiares e cobrou empenho e rigor da Polícia Civil na investigação.

A Polícia Civil informou que ainda não pode divulgar detalhes sobre o andamento das investigações.

Tags: Polícia
A+ A-