Viúva de Marielle cobra explicações sobre morte de miliciano

Adriano Magalhães da Nóbrega, apontado como chefe da milícia "Escritório do Crime", foi morto em troca de tiro com policiais na Bahia.

Da redação, Estadão Conteúdo,

A viúva da vereadora Marielle Franco (PSOL), Mônica Benício, cobrou neste domingo (9) providências do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, após a divulgação da morte de Adriano Magalhães da Nóbrega, apontado como chefe da milícia "Escritório do Crime", suspeita de envolvimento no assassinato da parlamentar, em março de 2018. 

Ao compartilhar a notícia da morte de Nóbrega no Instagram, ela escreveu "Moro, cadê o Queiroz?", em referência a Fabrício Queiroz, amigo de Nóbrega e ex-assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Tags: Adriano Magalhães da Nóbrega Marielle Franco Mônica Benício
A+ A-