Plenário do Senado decide que voto sobre prisão de Delcídio será aberto

Foram 52 votos a favor do voto aberto e 20 pela votação secreta.

Da redação, Com agências,

O Senado decidiu na noite desta quarta-feira que o voto sobre a prisão do líder do governo no Senado, Delcídio Amaral, será aberto. Foram 52 votos a favor do voto aberto e 20 pela votação secreta. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), chegou a decidir por votação secreta como presidente do Senado, mas resolveu colocar essa decisão em votação do Plenário. 

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), foi a única liderença a encaminhar pelo voto secreto. Diante da decisão do Plenário, Renan já colocou em votação a prisão do senador. Para revertê-la basta maioria absoluta, ou seja, 41 votos.

Ao mesmo tempo em que o Senado decidiu pelo voto aberto, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o voto aberto em resposta ao mandado de segurança impetrado pela oposição.

Delcídio foi preso na manhã desta quarta-feira acusado de conluio com o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, e o advogado Edson Ribeiro para que o ex-diretor internacional da Petrobras Nestor Cerveró não firmasse acordo de delação premiada na Lava-Jato.

Tags: Delcídio Amaral Senado
A+ A-