Bolsonaro depõe no inquérito sobre interferências na PF denunciadas por Moro

Presidente recorreu à corte para depor por escrito, depois quis ‘desistir’ da oitiva e, no início de outubro, manifestou ‘interesse em depoimento mediante comparecimento pessoal’.

Da redação, Estadão Conteúdo ,
Carolina Antunes/PR
Jair Bolsonaro prestou depoimento, na noite desta quarta-feira, 3, no âmbito do inquérito que investiga suposta tentativa de interferência na PF.

O presidente Jair Bolsonaro prestou depoimento, na noite desta quarta-feira, 3, no âmbito do inquérito que investiga suposta tentativa de interferência política do chefe do Executivo da Polícia Federal. A investigação foi aberta após a renúncia do ex-ministro Sérgio Moro em abril de 2020.

A forma de oitiva do presidente no âmbito da investigação se tornou um impasse no Supremo Tribunal Federal. Bolsonaro recorreu à corte para depor por escrito, depois quis ‘desistir’ da oitiva e, no início de outubro, manifestou ‘interesse em depoimento mediante comparecimento pessoal’, um ano depois do início do impasse que travou as investigações.

Após Bolsonaro informar à corte que iria depor por escrito no inquérito, o ministro Alexandre de Moraes, relator da investigação no STF, determinou, no dia 7 de outubro, que a PF ouvisse o presidente em até 30 dias, mediante ‘prévio ajuste de local, dia e hora’.

Tags: bolsonaro Jair Bolsonaro Sérgio Moro
A+ A-