Setor de eventos no RN amarga prejuízos de R$ 500 milhões no ano da pandemia

Empresários aguardam aprovação de programa emergencial no Congresso Nacional para minimizar perdas e salvar empregos em 2021.

Da redação,
Divulgação/Destaque Promoções
Setor de eventos foi dos mais impactados pela pandemia da covid-19 porque teve seu faturamento zerado em 2020.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, o setor de eventos está praticamente parado em todo o Brasil desde o ano passado, trazendo grandes prejuízos para empresários e trabalhadores. No Rio Grande do Norte, as perdas giram em torno de R$ 500 milhões, segundo especialistas da área.

Na coluna Observatório desta semana, o jornalista Diógenes Dantas traz alguns dados do cenário de eventos no País e no Estado. O setor estima um prejuízo de R$ 90 bilhões em nível nacional. Isso porque mais de 300 mil eventos foram cancelados ou transferidos diante da preocupação com a disseminação do novo coronavírus causada pela aglomerações de pessoas.

Segundo os especialistas, o setor de eventos foi dos mais impactados pela pandemia porque teve seu faturamento zerado, ao contrário da maioria das empresas que viu seu faturamento cair. Antes da pandemia, a receita do setor no RN girava em torno de R$ 600 milhões.

E apesar da volta gradual da atividade econômica na maior parte do Brasil, como é o caso do RN, ainda não há previsão da liberação de shows, congressos, encontros corporativos, entre outros eventos, para um grande número de pessoas.


Confira o comentário do jornalista Diógenes Dantas:


Para acessar este e outros vídeos, inscreva-se no canal do jornalista Diógenes Dantas no Youtube e ative as notificações.

Tags: pandemia prejuízos setor de eventos
A+ A-