Pai, mãe e filha morrem na capital potiguar vítimas do novo coronavírus

Mortes ocorreram em um intervalo de apenas duas semanas, de acordo com familiares.

Da redação,
Cedida/arquivo pessoal
Maria Francisca, Katiane e Francisco Canindé moravam na zona norte de Natal e morreram em um intervalo de duas semanas.

SELO-CORONA-100Três integrantes de uma mesma família morreram em Natal vítimas da covid-19. Francisco Canindé Nunes, de 60 anos, sua esposa Maria Francisca Nunes do Nascimento, de 59 anos e a filha do casal Francisca Katiane do Nascimento, de 37 anos, foram a óbito em um intervalo de apenas duas semanas. Os três moravam no Conjunto Pajuçara, na zona Norte de Natal.

Segundo informações de familiares, Francisco Canindé, mais conhecido como Canindé do Rosário, era motorista e apresentou os primeiros sintomas da covid-19 no dia 21 de junho, tendo morrido dois dias depois, em decorrência da doença. Também no dia 21, a esposa dele, a professora Maria Francisca Nunes, apelidada carinhosamente de Nina, foi internada em um hospital de Natal, também com sintomas da doença. Ela morreu no dia 26 de junho.

Familiares disseram que todos os dias rezavam por eles e criaram até um grupo em uma rede social para compartilhar as notícias e os boletins médicos. A filha do casal, a também professora Francisca Katiane do Nascimento deu entrada em um hospital particular da capital no dia 25 de junho - dois dias após a morte do pai -, depois de sentir dores no corpo e dificuldades para respirar. Ela foi a óbito ontem (5), 10 dias após a internação. Katiene não possuía comorbidades, mas ficou bem abalada com a morte do pai. Ela não foi informada sobre a morte da mãe, segundo os familiares.

Tags: covid-19 família mortes Natal novo coronavírus pandemia
A+ A-