Morre Monsenhor Ausônio Tércio, aos 85 anos, vítima da covid-19

Religioso era uma das principais referências da Igreja Católica e educação do RN.

Da redação,
Divulgação
Monsehor Ausônio Tércio de Araújo nasceu em Currais Novos e desde dezembro passado estava internado no Hospital São Lucas, em Natal.

Morreu neste sábado (9) o Monsenhor Ausônio Tércio de Araújo, aos 85 anos, vítima da covid-19. O religioso lutava contra complicações decorrentes da doença, desde o dia 13 de dezembro de 2020. Ele estava internado no Hospital São Lucas, em Natal.

A morte do sacerdote foi confirmada pela Diocese de Caicó, por intermédio de uma nota. "Em nome de toda a Diocese a quem o Mons. Tércio tanto amou e serviu, somos gratos por sua dedicação, cuidado e entrega e pedimos a Sant'Ana e São José que o acolha em sua morada definitiva. Que Maria, Mãe dos Sacerdotes, o conduza até o seu filho Jesus a quem Mons. Tércio se configurou pelo seu sacerdócio". O documento é assinado pelo Bispo Diocesano de Caicó, Dom Antônio Carlos Cruz Santos.

Ausônio Tércio de Araújo nasceu no dia 12 de outubro de 1935, em Currais Novos, na região Seridó. Em 1947, ingressou no seminário Santo Cura, em Caicó, onde fez sua formação sacerdotal e ginasial. Foi ordenado presbítero em 1960, em Roma, após formação na Universidade Gregoriana. Ele Foi um grande defensor da Universidade Federal do Seridó.

Entre as funções exercidas na Diocese de Caicó estão a de Administrador Diocesano “Sede Vacante”, Vigário Geral da Diocese, Diretor da Escola Prevocacional de Caicó, Diretor do Departamento de Ação Social –DDAS da  Diocese, Diretor do Colégio Diocesano Seridoense, Diretor da Fundação Educacional Sant’Ana e Pároco de São José, em Caicó.

Ele também foi diretor da Rádio Rural de Caicó e professor da UFRN e nos seminários de João Pessoa e de Caicó.

A UFRN emitiu uma nota de pesar pelo falecimento de Monsenhor Ausônio Tércio. Confira a nota na íntegra:

“Com um sentimento de grande pesar comunicamos o falecimento do Monsenhor Ausônio Tércio de Araújo. Nascido em Currais Novos, professor aposentado do Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres-UFRN), era um típico cidadão seridoense, no amor sempre revelado à terra comum e no zelo pelas atividades religiosas e educacionais.

Dedicou sessenta anos de sua operosa existência à Igreja Católica, tendo rigorosa preparação a partir do Seminário Cura D’Ars, em Caicó, no qual chegou aos doze anos. Concluída sua formação no Rio Grande do Norte segue para Roma, onde cursou a Universidade Gregoriana, aí obtendo mestrado em Teologia e Filosofia. Retornado ao Brasil, não mais se afastou da sua terra, tornando-se presença viva em cada uma das cidades seridoenses, num périplo religioso/pedagógico que se inicia em Currais Novos e prossegue por São José, fixando-se por fim em Caicó, entre outras, onde iluminou as discussões no campo da educação a partir de profícua atividade no Colégio Diocesano.

Após participar ativamente das discussões de criação do Campus Universitário em Caicó, dedicou-se a nele ensinar várias disciplinas, com destaque para Metodologia das Ciências, História da Filosofia e Teoria da História. E continuou ensinando com renovado entusiasmo mesmo após aposentar-se.

Com o desaparecimento do Professor Emérito Monsenhor Ausônio Tércio, perdem o Ceres-Caicó e a UFRN. Fica na memória do Estado, o exemplo imorredouro e fecundo de servir a Deus e à Educação.

Natal, 9 de janeiro de 2021

José Daniel Diniz Melo - Reitor

Henio Ferreira de Miranda - Vice-Reitor"

Tags: Monsenhor Ausônio Tércio de Araújo obituário
A+ A-