Morre ex-conselheiro do TCE e ex-secretário de Estado

Haroldo de Sá Bezerra tinha 84 anos e estava internado, tratando de uma pneumonia.

Da redação,
Ascom/TCE

Morreu neste domingo (17), aos 84 anos, o ex-secretário estadual da Fazenda do Governo José Agripino e ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) no biênio 1993-1994, Haroldo de Sá Bezerra.

Segundo familiares, Haroldo Bezerra precisou ser internado após uma queda e, no hospital, acabou desenvolvendo uma pneumonia, que se agravou e ele não resistiu. Ele deixa três filhos, Elza, Tonico e Haroldinho.

Nascido em Ceará-Mirim, formado em Agronomia pela escola Superior de Agronomia, em Recife e Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, HAroldo de Sá Bezerra atuou no Ministério da Agricultura e na direção do Banco do Desenvolvimento do Rio Grande do Norte (BDRN), em 1971 e BANDERN, nos anos de 1972 a 1974. Também exerceu a presidência da Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do RN (Cida), de 1974 a 1978.

O TCE emitiu uma nota de pesar pelo falecimento de Haroldo Bezerra e prestou condolências e solidariedade aos amigos e familiares.

Confira a nota de pesar do TCE:

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) manifesta profundo pesar pelo falecimento do conselheiro aposentado Haroldo de Sá Bezerra, ocorrido neste domingo (17/01), aos 84 anos.

Haroldo Bezerra ocupou o cargo de conselheiro por 19 anos, de 1987, ano em que foi nomeado pelo então governador Radir Pereira, até março de 2006, quando se aposentou. Presidiu o TCE no biênio 1993-1994.

Formou-se agrônomo pela Escola de Agronomia de Recife e no curso de Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Teve larga experiência no serviço público, exercendo os cargos de diretor do Banco de Desenvolvimento do RN – BDRN, em 1971; Bandern, de 1972 a 1974; presidente da Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do RN – CIDA, de 1974 a 1978. Também foi Secretário Estadual da Agricultura e Secretário Estadual da Fazenda.

Foi um dos sete conselheiros aposentados homenageados pela edição no ano de 2019 da Revista do TCE. Deixa a viúva, artista plástica Selma Meira Sá Bezerra, três filhos e cinco netos.

Em nome dos seus membros e servidores, consternados pela irreparável perda, o TCE presta condolências e solidariedade aos amigos e familiares neste momento de dor e tristeza.

Tags: Haroldo de Sá Bezerra morte obituário
A+ A-