Jornalista Nelson Patriota morre aos 71 anos

Ele internado desde o dia 2 de janeiro, no Hospital Rio Grande, após intervenção cirúrgica

Da redação,
Divulgação
Nelson era escritor, crítico literário, sociólogo e tradutor potiguar. Foi um dos grandes nomes da literatura do RN.

O jornalista Nelson Patriota, morreu nessa quarta-feira (6), aos 71 anos, completados no dia 4 de novembro. Ele estava estava internado desde o dia 2 de janeiro, no Hospital Rio Grande, em Natal, após passar por uma intervenção cirúrgica. A informação foi confirmada pelo seu sobrinho, Roberto Patriota.

Nelson era escritor, crítico literário, sociólogo e tradutor potiguar. Foi um dos grandes nomes da literatura do Rio Grande do Norte. Com décadas dedicadas ao jornalismo, foi um dos pioneiros na edição de cadernos de cultura nos jornais impressos com atuações marcantes no Diário de Natal, Tribuna do Norte e A República.

Na literatura publicou as obras “A Estrela Conta – Memórias de Glorinha Oliveira”(2003), editado pela FJA, “Antologia Poética de Tradutores Norte-Rio-Grandenses (2008), “No Outono da Memória” (2009), “Colóquio com um Leitor Kafkaniano” (2009), “Uns Potiguares- escritos sobre as letras norte-rio-grandenses” (2012), “Livro das Odes” (2013), “Flores que encantam o Brasil (2013), “Um equívoco de Gênero e outros Contos” (2014) e “ Tribulações de um homem chamado Silêncio” (2015).

O jornalista ocupava a cadeira nº 8 da Academia Norteriograndense de Letras.

O velório de Nelson Patriota será às 9h desta quinta-feira (7) na capela 1 do Grupo Vila, na Rua São José. Às 14h será realizada a missa e em seguida o sepultamento, no Cemitério Morada da Paz.

Tags: morte Nelson Patriota obituário
A+ A-