Jornalista e colunista de política Cristiana Lôbo morre aos 63 anos

Cristiana atuou no jornalismo por mais de 30 anos. Começou a carreira cobrindo a política do estado de Goiás, até se mudar para Brasília.

Da redação, Estadão Conteúdo ,
Reprodução/ Instagram
A jornalista morreu em decorrência de um mieloma múltiplo, do qual se tratava havia alguns anos, agravado por uma pneumonia.

A jornalista Cristiana Lôbo, ex-colunista do Estadão, morreu nesta quinta-feira, 11, em decorrência de um mieloma múltiplo, um tipo de câncer que afeta células da medula. Ela estava internada no hospital Albert Einstein, em São Paulo. A informação foi divulgada pela emissora de TV Globonews, onde a jornalista trabalhava como comentarista. 

A jornalista Leilane Neubarth se emocionou ao noticiar a morte da colega. “Estamos todos sofrendo aqui, está muito difícil fazer jornal nesse dia, mas vamos seguir em homenagem a ela. Aprendi demais com ela como jornalista e ser humano”, afirmou.

Cristiana tinha 63 anos e atuava no jornalismo há mais de 30. Passou pelas redações de O Globo e do Estadão, onde assinou a Coluna do Estadão, antes de migrar para a televisão. Desde 1997, a jornalista atuava como comentarista de Política da Globonews e estava afastada desde o ano passado para tratar a doença.   

Segundo a Globonews, Cristiana acabou contraindo uma pneumonia, o que agravou seu estado de saúde já debilitado. 

A jornalista começou sua carreira em Goiás, seu estado natal, cobrindo Política. Depois, seguiu para Brasília, onde foi repórter setorista de vários ministérios pelo jornal O Globo. Em 1992, foi contratada pelo Estadão, onde permaneceu por seis anos. Ela deixa o marido, dois filhos e dois netos.

Tags: cristiana lôbo jornalista luto
A+ A-