Governo e Prefeitura lamentam morte do jornalista Paulo Macedo

Assembleia Legislativa e Câmara Municipal também emitiram nota pela perda do comunicador.

Da redação,
A Assembleia Legislativa e a Prefeitura do Natal emitiram nota de pesar devido ao falecimento do jornalista Paulo Macedo, que morreu vítima da covid-19 aos 88 anos, nesse domingo (5).

Ele estava internado no Hospital Memorial São Francisco, onde se recuperava de uma queda na última quarta-feira (1º), no flat onde morava em Natal.

Paulo Macedo contraiu o coronavírus enquanto aguardava uma cirurgia de fêmur. O procedimento cirúrgico ocorreu na sexta-feira passada.

Em comunicado, a Assembleia Legislativa prestou solidariedade à família do jornalista, escritor e membro da Academia norte-rio-grandense de Letras. A Prefeitura do Natal também se solidarizou e destacou a atuação profissional dele, que chegou a ser secretário-chefe do Gabinete Civil do Município na gestão do prefeito Djalma Maranhã, além de ter sido primeiro secretário de Turismo na gestão de Agnelo Alves.

O Governo do Estado destacou o pioneirismo e atuação de um dos mais longevos profissionais da área. Já A Câmara Municipal de Natal reforçou que Paulo Macedo se tornou um dos ícones do colunismo social.

Confira as notas na integra

Prefeitura do Natal

A Prefeitura Municipal do Natal manifesta sentimento de pesar pela notícia do falecimento do jornalista Paulo Macedo. Figura de destaque na cidade, com mais de 60 anos de atuação profissional, prestou relevantes serviços em diversas áreas, tendo dado importantes contribuições à própria Prefeitura na década de 60, como secretário-chefe do Gabinete Civil na gestão do prefeito Djalma Maranhão e como o primeiro secretário de Turismo da cidade na gestão do prefeito Agnelo Alves.

Ícone da crônica social em Natal e no Rio Grande do Norte, sendo referência no segmento em todo o Nordeste, Paulo Macedo emprestou seu talento com as palavras aos principais veículos de imprensa do Estado, dentre eles os jornais Tribuna do Norte, Diário de Natal, a Rádio Nordeste e a TV Ponta Negra.

Cearense de nascimento, Paulo Macedo construiu sua história no Rio Grande do Norte e, principalmente, em Natal. Formou-se em Jornalismo na primeira turma do curso voltado ao ofício, na Faculdade Eloy de Souza, no início dos anos 60. Mais recentemente, dividia suas atividades profissionais com a atuação como membro da Academia Norte-Rio-Grandense de Letras. 

Sua súbita partida, neste domingo (5), representa uma perda inestimável à Comunicação potiguar, ao mundo das letras e às relações humanas, dada sua postura invariavelmente elegante e pautada por um alto grau de civilidade com as pessoas. Em nome da população de Natal, prestamos nossos sinceros tributos ao ilustre jornalista ao mesmo tempo em que nos solidarizamos com a dor de seus familiares e amigos mais próximos.

Assembleia Legislativa

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte presta solidariedade à família do jornalista, escritor potiguar e membro da Academia norte-rio-grandense de Letras, Paulo Macedo que faleceu neste domingo (5). Paulo Macedo estava internado após fratura no fêmur e debilitado, faleceu de Covid-19.

Paulo Macedo escreveu coluna social durante mais de 40 anos no jornal impresso Diário de Natal, despedindo-se da rotina da redação em 2011. Também consagrou-se como apresentador do programa televisivo Sala Vip e recebeu homenagens e honraria durante toda carreira profissional.

Na Assembleia, Paulo Macedo foi homenageado no Dia do Jornalista e como em sua carta de despedida do jornal, repetiremos suas palavras “gratidão e até logo”.

O Poder Legislativo, em nome dos 24 deputados estaduais se solidariza com os familiares e amigos neste momento de luto. 

Descanse em paz, Paulo Macedo.

Governo do Rio Grande do Norte

É com imenso pesar, que o Governo do Estado lamenta profundamente a morte do jornalista Paulo Macedo, que deu importantes contribuições para o Colunismo Social do Rio Grande do Norte. Sendo ele um dos pioneiros e um dos mais longevos profissionais da área e que se manteve sempre atuante, chegando a ser o vice-presidente da Academia Norte-rio-grandense de Letras.

Além da vasta experiência como jornalista e escritor, tendo sido concluinte da primeira turma da Faculdade de Jornalismo Eloy de Souza (1966), Paulo Macedo era dono de uma gentileza e de uma simpatia que vão deixar saudades e possa servir de inspiração para as gerações futuras.

O Governo do RN se solidariza com familiares e amigos nesse momento de perda e de despedida de tão valoroso profissional.

Câmara Municipal de Natal

A Câmara Municipal de Natal externa votos de pesar pelo falecimento do jornalista Paulo Macedo, aos 88 anos, ocorrido neste domingo (05).

Paulo Macedo se tornou um dos ícones do colunismo social no Rio Grande do Norte, era imortal da Academia norte-rio-grandense de Letras e vice-presidente da instituição.

Neste momento de luto, a Câmara Municipal de Natal, em nome do seu presidente, Paulinho Freire, e de todos os vereadores e servidores da Casa, se solidariza e presta condolências aos seus familiares e amigos.

Câmara Municipal de Natal

Tags: Obituário
A+ A-