Genival Lacerda morre aos 89 anos em Recife, em decorrência da covid-19

Cantor, ícone do forró brasileiro, estava respirando por ventilação mecânica, com auxílio de remédios.

Da redação, Estadão Conteúdo,
Divulgação
Genival Lacerda nasceu em Campina Grande, na Paraíba, em 1931, e era um dos destaques da cultura nordestina.

Genival Lacerda não resistiu às complicações do novo coronavírus e morreu nesta quinta-feira (7). O cantor, ícone do forró brasileiro, tinha 89 anos e estava internado no Recife, em Pernambuco, em estado grave, desde o dia 30 de novembro. A informação da morte do artista foi confirmada pelo filho, João Lacerda.

Nesta quarta-feira (6), Genival teve complicações no estado de saúde e estava respirando por ventilação mecânica, com o auxílio de remédios. Recentemente, o cantor chegou a ter perspectivas de melhora diante da covid-19. Em maio de 2020, ele também já havia sido internado após sofrer um AVC (acidente vascular cerebral) isquêmico, recebendo alta dias depois.

Genival Lacerda vinha apresentando piora em seu quadro de saúde nos últimos dias, a ponto de a família usar das redes sociais para pedir que as pessoas doassem sangue para ajudá-lo.

Genival Lacerda nasceu em Campina Grande, na Paraíba, em 1931, e era um dos destaques da cultura nordestina. Em 1975, o cantor alcançou o sucesso com a música Severina Xique Xique. Outras canções que marcaram a carreira de 64 anos dele foram Mate o Véio, Radinho de Pilha e De Quem é esse Jegue.

Tags: covid-19 Genival Lacerda morte obituário
A+ A-