Autor de "Sentimental Demais", Evaldo Gouveia morre aos 91 anos

Artista estava em um leito da UTI do Hospital de São Carlos, em Fortaleza.

Da redação, Estadão Conteúdo,
Reprodução/Facebook
Enterro do músico e compositor Evaldo Gouveia foi realizado sem velório, por causa da pandemia do novo coronavírus.

O músico e compositor Evaldo Gouveia morreu aos 91 anos em Fortaleza, na noite de ontem (29). Autor da música Sentimental Demais, Alguém Me disse, Brigas, e Trovador, o cearense não teve a causa da morte divulgada.

Em 2017, Gouveia sofreu um AVC quando estava no Rio e precisou voltar para o Ceará. O artista estava em um leito da Unidade de Terapia Intensiva, no hospital de São Carlos, em Fortaleza. O enterro foi realizado sem velório, por causa da pandemia do novo coronavírus.

O cantor Fagner lamentou a morte do artista em sua rede social. "Era uma relação muito próxima, bem familiar; ele sempre me chamava de Raimundinho e falava com carinho da tia Chiquinha e do padrinho Zé Félix", escreveu.

"A partida de Evado é uma grande perda para a música brasileira. Mas sua obra será eterna, pois seu repertório é imortal; fala de uma época, de um Brasil. Evaldo foi o primeiro Hit Maker do país.

As composições de Gouveia foram cantadas por artistas como Altemar Dutra, Nelson Gonçalves, Alaíde Costa e Maysa Monjardim. Ele também fez parte do Trio Nagô, ao lado de Mário Alves e Epaminondas Souza.

Altermar Dutra Jr. filho do cantor, lamentou a morte de Gouveia. "Quando estávamos juntos, era como um elo, que me fazia viajar nas lembranças paternas. Já chove esta saudade, Grande Evaldo Gouveia."

Tags: Evaldo Gouveia morte
A+ A-