Kelps diz que Fátima é responsável por "demonizar" reforma da Previdência

Deputado disse que governadora "foi campeã" em chamar qualquer proposta "em reforma da morte".

Flávio Oliveira,
Reprodução/Youtube
Deputado estadual Kelps Lima participou do fórum de debates sobre a reforma da Previdência, promovido pelo portal Nominuto.com.

SELO-NOSSOO deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade) afirmou que a governadora Fátima Bezerra (PT) foi uma das responsáveis pela falta de esclarecimento da população sobre a necessidade da reforma da Previdência. O parlamentar participou do fórum de debates sobre o tema promovido pelo portal Nominuto.com, na tarde desta terça-feira (18).

O programa “Nosso assunto é” foi transmitido ao vivo pelo Youtube, direto do Hotel Escola Barreira Roxa, na Via Costeira. O evento contou com a mediação do editor-chefe do portal Nominuto, o jornalista Diógenes Dantas, e teve ainda a participação do presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Estaduais do Rio Grande do Norte (Ipern), Nereu Linhares, e do diretor do Sindicato dos Auditores Fiscais do RN (Sindifern), Fernando Freitas.

“Um dos motivos desse tema ser tão espinhoso é porque setores da política demonizaram o tema. A governadora Fátima Bezerra, do PT, foi campeã em chamar qualquer reforma da Previdência em reforma da morte, em golpista, em fascista quem defendia a reforma da Previdência. E hoje, sentada na cadeira de governadora, ela manda uma reforma e a Assembleia hoje em 30 segundos o debate foi encerrado na Comissão de Constituição e Justiça, que o governo tem maioria e lá não foi o debate” criticou Kelps.

NossoAssuntoEReformadaPrevidenciaForumdeDebates

O deputado também defendeu um aumento na alíquota de contribuição por parte dos servidores, mas que a medida seja implantada de maneira progressiva. “Como a gente vai diminuir o déficit se quem ganha mais tem que contribuir menos e quem ganha menos não tem que contribuir nada? Não tem reforma assim”, argumentou.

Nesse ponto, Kelps elogiou a proposta do Executivo estadual. “A gente precisa colocar soluções efetivas, há um rombo na Previdência. Eu sou defensor que quem ganhe mais contribua mais. Esse escalonamento definido pela governadora é muito bom”, disse.

“Hoje o servidor paga 11%, mas o patrão paga 22%. Quando você aumenta para 14%, ele tem que pagar 28%. Isso desafoga os encargos do governo”, disse o representante do Solidariedade.


Confira na íntegra o fórum de debates sobre a Previdência:


Tags: Kelps Lima Nosso assunto é Reforma da Previdência
A+ A-