Seturn defende aumento da tarifa de ônibus em Natal

Só a obrigatoriedade de ter um cobrador em todos os ônibus da frota pode onerar a passagem em mais R$ 0,15.

Rafael Araújo,

A tarifa de ônibus volta a ser discutida na sociedade natalense. De um lado, a população clama pela manutenção ou até redução da tarifa, do outro, o Sindicato das Empresas de Transporte urbano de Natal defende o aumento tarifário. “O transporte de Natal está com a tarifa desequilibrada e em desacordo com a economia e as sucessivas altas da inflação. Em três anos, o preço das passagens esteve congelado. Durante o ano passado houve o aumento que foi de apenas 6,8%”, explica Nilson Queiroga, consultor técnico do Seturn. O aumento revelado por ele aconteceu em julho de 2014, onde a tarifa subiu de R$2,20 para R$ 2,35.  

Ainda de acordo com Nilson, esse aumento é essencial, principalmente por causa da elevação dos preços dos combustíveis. “Para se ter uma ideia, em Rio Branco a tarifa de ônibus era de R$ 2,40 em fevereiro de 2011. Em dezembro do ano passado eles reajustaram o preço das passagens para R$ 2,90”, comenta. Para justificar a elevação dos preços, o consultor disse ainda que 26% das pessoas que utilizam o transporte coletivo não pagam passagem. Segundo ele, essa informação foi repassada pelo consultor, Ricardo Mendanha.

A reportagem do Nominuto questionou ao consultor do Seturn sobre a dupla função que os motoristas estão exercendo, fazendo também o papel de cobradores. Mas, de acordo com o consultor essa dupla função só está presente em 50% da frota. “Em um estudo encomendado pela Prefeitura, foi proposto que os ônibus tenham ar condicionado, motorista e cobradores em todos os veículos da frota, além das reformas dos abrigos das paradas, que seriam realizadas pelas empresas de ônibus. Caso isso aconteça, o preço das tarifas ficará ainda mais cara, podendo passar de R$ 3,00”, afirma.

Nilson Queiroga disse ainda, que só a obrigatoriedade de ter um cobrador em todos os ônibus da frota provocaria um aumento de mais R$ 0,15 no preço das passagens.

Tags: Aumento Natal Ônibus Passagens Transporte
A+ A-