Semurb alerta para manutenção dos terrenos baldios para evitar queimadas

Fiscais ambientais já notificaram cerca de 400 proprietários para promover a limpeza e a manutenção dos seus lotes.

Da redação, Prefeitura do Natal,
Ascom/Prefeitura do Natal
Em Natal, focos de incêndio ocorrem com maior frequência na zona norte, local onde tem a maior concentração de terrenos baldios.

As queimadas se tornam mais frequentes nessa época do ano devido ao baixo índice de umidade. E não é raro se deparar com focos de incêndios na cidade. Em Natal, eles ocorrem com maior frequência na zona norte, local onde tem a maior concentração de terrenos baldios.

A fiscalização ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), desde o início do ano, já notificou cerca de 400 proprietários de terrenos baldios para promover a limpeza e a manutenção dos seus lotes.

Para ter mais velocidade de resposta no combate às queimadas, o órgão participa como parceiro do projeto Abrace o Meio Ambiente (AMA), lançado no último dia 1º de setembro, pelo Corpo de Bombeiros Militar e os órgãos ambientais do Estado e dos Municípios, atuando como responsável pela execução do projeto em Natal.

O projeto tem por objetivo evitar a ocorrência de incêndios florestais e em terrenos baldios, que, além de destruir a natureza, podem gerar graves complicações à saúde da comunidade atingida pela fumaça tóxica destes incêndios. Só nos primeiros 20 dias do projeto, em Natal foram registradas mais de 30 ocorrências com fogo em terrenos baldios.

Com isso, 27 proprietários de imóveis alvos de incêndios serão autuados para responder pelo crime ambiental. Serão aplicadas multas que variam de R$ 2.092,53, podendo chegar a R$ 8.052,00, por não cuidarem dos seus terrenos. A Semurb tem acompanhado estas ocorrências junto ao Corpo de Bombeiros Militar, fazendo a devida identificação dos proprietários dos imóveis para a lavratura de autos de infração.

Segundo o supervisor de Fiscalização Ambiental da Semurb, Gustavo Szilagyi, desde o início do ano, o órgão vem notificando proprietários de terrenos e imóveis em estado de descaso ambiental, a fim de que estes possam realizar a devida manutenção de seus lotes. “Já notificamos quase 400 proprietários de imóveis que não cuidam do seu terreno, dando prazo para que eles possam promover a devida limpeza de suas propriedades, o que reduz a chance destes lotes se tornarem alvo de sinistros com fogo”, afirma Szilagyi.

Para denunciar terrenos em descaso ambiental, ou de imóveis abandonados, o cidadão pode fazer pelo telefone da Ouvidoria da Semurb no 3616-9829 ou pelo e-mail [email protected]

Tags: fiscalização queimadas Semurb terrenos baldios
A+ A-