Prefeitura de Natal distribuiu 85 mil cestas básicas durante pandemia

Pessoas em situação de vulnerabilidade social e famílias dos estudantes da rede municipal foram beneficiados.

Da redação, Prefeitura do Natal,
Cedida/Semtas
Prefeitura do Natal realiza a distribuição de cestas básicas para cerca de 58 mil famílias dos alunos da rede municipal.

Em Natal, a Prefeitura já beneficiou mais de 85 mil famílias com a distribuição de cestas básicas tanto para as pessoas em situação de vulnerabilidade social e que foram afetadas economicamente pela pandemia da Covid-19, quanto para as famílias dos estudantes matriculados na rede municipal de ensino e que ficaram sem aulas e sem merenda escolar.
 
A Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social (Semtas) entregou mais de 27 mil cestas básicas à população em situação de vulnerabilidade social e temporária, e a Secretaria Municipal de Educação, 58 mil às famílias dos alunos das escolas públicas de Natal.
 
Na Semtas, a distribuição de cestas básicas dá continuidade às ações de acolhimento às pessoas em situação de vulnerabilidade social realizadas o ano inteiro. Essas cestas são distribuídas pelos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), de modo permanente, dentro do Programa de Acompanhando Familiar de Segurança Alimentar e segundo os critérios da Política de Assistência Social, de acordo com as condições de vulnerabilidade e risco social.
 
Com a pandemia, mais famílias que perderam renda se declararam em situação de vulnerabilidade e passaram a ser acompanhadas pelos Cras, por até seis meses. Isso exigiu que a Semtas intensificasse e ampliasse o atendimento social, beneficiando neste período de isolamento mais de 200 instituições e associações de várias categorias e segmentos.
 
O Cras é uma unidade de proteção social básica do Sistema Único de Assistência Social responsável pela organização e oferta de serviços da Proteção Social Básica nas áreas de vulnerabilidade e/ou risco social. Além disso, o Centro de Referência oferece o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF) e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). Nos Cras, os cidadãos também são orientados sobre os benefícios assistenciais e podem ser inscritos no Cadastro Único para programas sociais do Governo Federal, como por exemplo, o Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada (BPC).
 
Cabe destacar que, das 27.030 cestas básicas entregues pela Semtas, a maior parte veio de doações e parcerias com o projeto Busão Solidário do Seturn, com a Cruz Vermelha e com a banda Cavaleiros do Forró, que realizou uma live solidária.
 
Apenas 7.500 cestas foram adquiridas com recursos públicos para atender ao aumento da demandas em razão do momento. Ao custo de R$ 74,60, essa cesta tinha 10 itens que somavam 19 kg. As especificações e o quantitativo da composição das cestas foram feitas de acordo com as orientações do Setor de Segurança Alimentar.
 
“Intensificamos nosso trabalho em diversas frentes para atender à população, para garantir a milhares de natalenses dignidade até a reconstrução da autonomia das pessoas e famílias atingidas economicamente pandemia. Este é um momento de crise, no qual devemos nos unir. Aproveito para agradecer as doações dos parceiros que possibilitou uma maior amplitude nas ações. As equipes da Semtas estão atentas às demandas”, afirma a secretária Andréa Dias.
 
Alunos

A Prefeitura de Natal também fez um trabalho intenso para garantir a segurança nutricional dos alunos da rede pública municipal de educação. A gestão distribuiu 58.533 cestas, atingindo 100% dos estudantes matriculados nas 146 unidades de ensino localizadas nas quatro regiões administrativas da cidade.
 
A distribuição beneficiou todos os estudantes da Educação Infantil e Ensino Fundamental, além dos estudantes da modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Cada estudante com direito a uma cesta básica. Importante destacar que os alunos com algum tipo de restrição alimentar, como diabéticos, celíacos ou intolerância à proteína do leite receberam os gêneros alimentícios de maneira diferenciada e de acordo com sua restrição alimentar.
 
“Em meio à pandemia, oferecemos aos nossos alunos uma alimentação nutritiva e de qualidade. Um compromisso da gestão para prestar esse suporte aos nossos estudantes e minimizar os impactos da paralisação das aulas”, afirma a secretária municipal de Educação, Cristina Diniz.

Tags: Prefeitura do Natal
A+ A-