Contribuição dos Parques Tecnológicos no desenvolvimento é tema do “Conectados com o futuro”

Evento é uma iniciativa da Prefeitura do Natal e tem a coordenação da Secom e da Sempla.

Da redação, Prefeitura do Natal,
Divulgação

"Como os Parques Tecnológicos podem contribuir para o desenvolvimento de empresas e de cidades?”. Este é o tema da 4ª “live”, do projeto “Conectados com o Futuro - Inovação e Empreendedorismo no pós-covid-19: o que mudará em Natal?”, que a Prefeitura do Natal apresenta nesta quinta-feira (6), das 15h às 16h, no seu canal do YouTube (youtube.com/natalprefeitura).

Os debatedores são a Professora Doutora Ângela Paiva, que é professora titular do Departamento de Filosofia da UFRN e tem desenvolvido atividades acadêmicas na área de Lógica e Filosofia Formal, e o Professor Mestre Rodrigo Romão, que é diretor do Parque Tecnológico Metrópole Digital. A mediação será de Alexsandro Ferreira, secretário municipal de Planejamento.

O evento “Conectados com o Futuro” é uma iniciativa da Prefeitura do Natal e tem a coordenação da Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) e da Secretaria Municipal de Planejamento (Sempla). Acontece toda quinta-feira, das 15h às 16h, com a participação de nomes de referência do setor público, da iniciativa privada e do terceiro setor.

Na última quinta-feira (30.07), a produção cultural e todo processo econômico que gira no seu entorno foram objeto de discussão do “Conectados com o Futuro”, sob o tema "Inserção online e o futuro do mercado cultural” (clique para assistir https://bit.ly/3fkg0HI ). A “live” teve a participação do secretário municipal de Cultura e presidente da Fundação Cultural Capitania das Artes, Dácio Galvão, e do publicitário e especialista em marketing digital Enrique Robledo.

Na análise dos dois debatedores, as palavras “inovação” e “reinvenção” nunca foram tão exercitadas no segmento cultural, como neste momento de pandemia em que vive o mundo. Principalmente, porque a cultura não é só uma manifestação de identidade de uma sociedade, mas – e principalmente - um ativo econômico, gerador de emprego e renda de uma grande parcela da população.

“A cultura foi impactada sobremaneira nesse período pandêmico”, mas  “é um setor que se reinventa, é criativo no sentido lato, não só da arte em si, mas na capilaridade e na capacidade de criar mecanismos, como vem criando não só em Natal, mas no Brasil e no mundo com novas linguagens”, considera Dácio Galvão.

Enrique Robledo também ressaltou a questão da inovação e da reinvenção, assinalando que a pandemia “acelerou um processo que já estava em curso, mas lentamente, que é o consumo de cultura” via internet. Isso como resposta à impossibilidade de aglomeração de pessoas.

Debatedores da 4ª “live” "Como os Parques Tecnológicos podem contribuir para o desenvolvimento de empresas e de cidades?”:

Ângela Paiva - Licenciada e Bacharel em Matemática pela UFRN (1980), mestra em Filosofia (área de Lógica) pela UFPB (1993) e doutora em Educação pela UFRN (2000). É professora titular do Departamento de Filosofia da UFRN e tem desenvolvido atividades acadêmicas na área de Lógica e Filosofia Formal. Desempenhou várias funções na gestão universitária, entre elas, a de Reitora da UFRN (2011-2015 e de 2015-2019). Atualmente é Assessora do Gabinete do Reitor da UFRN.

Rodrigo Romão - Diretor do Parque Tecnológico Metrópole Digital. Administrador, especialista em Gestão de Projetos pela PUC-Minas e mestre em Gestão de Informação e do Conhecimento pela UFRN. No Parque, Rodrigo é responsável pelo planejamento, organização, direção e controle dos projetos e ações estratégicas.

Tags: Conectados com o futuro Parques Tecnológicos Prefeitura do Natal
A+ A-