Merck abandona testes de vacina contra o HIV

Nos testes realizados a vacina não conseguiu impedir que voluntários fossem infectados com o vírus HIV.

BBC Brasil,
O laboratório Merck suspendeu os testes de uma vacina experimental que era considerada uma das mais promissoras na luta contra o HIV, o vírus causador da Aids.

Os testes foram interrompidos depois que uma comissão que monitorava os trabalhos chegou à conclusão de que a vacina era ineficaz.

Segundo essa comissão, nos testes realizados a vacina não conseguiu impedir que voluntários fossem infectados com o vírus HIV.

A Merck dedicou 10 anos ao desenvolvimento da droga, que continha um vírus comum da gripe que carregava cópias de três genes do HIV.

A expectativa era de que a exposição a esses genes provocasse uma reação do sistema imunológico, fazendo com que as células contendo o vírus HIV fossem reconhecidas e destruídas.

O programa internacional de testes da vacina da Merck, chamado Step, foi iniciado em 2004 e envolvia 3 mil voluntários.

Esses voluntários tinham entre 18 e 45 anos, eram todos HIV negativo e considerados em situação de risco de contrair o vírus.

De acordo com a Merck, de um grupo de 741 voluntários que receberam a vacina, 24 foram infectados com o vírus HIV.

Em outro grupo, formado por 762 voluntários que receberam placebo, 21 foram infectados.
A+ A-