Jobim quer transformar investigações na Anac em sindicância

Segundo Ministro da Defesa, nos próximos 15 dias, o Senado deve receber as indicações dos substitutos para os dois ex-diretores da Anac.

Agência Brasil,
Brasília - O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse nesta terça-feira (28) que o inquérito administrativo contra a diretoria da Agência Nacional de aviação Civil (Anac) perdeu o foco depois da demissão de Denise Abreu, na sexta-feira (24), mas que ele está estudando, junto com a Controladoria Geral da União (CGU), uma forma de dar prosseguimento às investigações na forma de sindicância

Segundo Jobim, nos próximos 15 dias, o Senado deve receber as indicações dos substitutos para os dois ex-diretores da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Denise Abreu e Jorge Veloso, para submetê-los a sabatina.

Jobim afirmou que a escolha não tem sido fácil. “Vários nomes tem, o problema é aceitar", disse. "Não é fácil conseguirmos a reposição, porque ninguém quer entrar no sistema. Antes, todo mundo queria, agora ninguém quer”, acrescentou.

Ele disse que precisa de alguém que entenda de regulação do setor aéreo, de transporte aéreo e de mercado. “Um economista que opere e conheça as operações de mercado”, que possa atuar junto com a Secretaria de Aviação Civil do Ministério da Defesa”.
A+ A-