Interpol analisa foto que pode ser de Madeleine no Marrocos

A polícia internacional recebeu a fotografia de turistas espanhóis.

Divulgação
Imagem de Madeleine de maio de 2005, que foi liberada por amigos do casal.
A Interpol (polícia internacional) está investigando a fotografia de uma criança tirada por um casal de turistas espanhóis que visitava o Marrocos e que suspeitou que poderia ser a britânica Madeleine McCann, a menina de quatro anos desaparecida desde o dia 3 de maio no sul de Portugal.

Fontes oficiais confirmaram esta informação, publicada nesta terça-feira (25) por um jornal local, e indicaram que o casal enviou a fotografia da menina à polícia espanhola.

A fotografia, na qual aparece uma menina loira acompanhada por adultos de aspecto norte-africano, já foi enviada à Interpol.

"Maddie", como é conhecida, desapareceu no dia 3 de maio quando dormia com seus irmãos gêmeos, de 2 anos, num apartamento de um complexo turístico no Algarve, no sul de Portugal -neste momento seus pais jantavam num restaurante próximo.

Os pais da menina britânica Madeleine McCann, desaparecida em maio no sul de Portugal, contrataram uma agência de detetives particulares para procurar a sua filha, segundo o jornal britânico “The Daily Telegraph”.

Gerry e Kate McCann, ambos de 39 anos, procuraram há quatro meses a companhia Control Risk Group (CRG), que emprega ex-membros das forças especiais britânicas SAS (Special Air Service), segundo o jornal.

De acordo com uma fonte próxima ao casal, os McCann contrataram os serviços por não confiarem na capacidade da polícia portuguesa na busca pela menina.

Recentemente, o casal de médicos britânicos foi declarado suspeito do desaparecimento de Madeleine pelos investigadores portugueses, que suspeitam que eles possam estar envolvidos na morte acidental de sua filha.

Cães especialmente treinados pela polícia britânica detectaram cheiro de cadáver no carro alugado pelo casal e em seus objetos pessoais.

A ajuda dos detetives foi solicitada pelo casal apesar da legislação portuguesa proibir a abertura de investigações privadas paralelas à da polícia. A empresa concentra suas pesquisas em outros países, como Espanha e Marrocos, onde a menina de 4 anos teria sido vista.

Neste domingo, vários jornais britânicos informaram que Madeleine foi vista por duas pessoas em Marrakech, seis dias após desaparecer sem deixar rastros.

Um turista britânico procurou a polícia portuguesa para informar que tinha visto, num posto de gasolina da cidade marroquina, uma menina que se parecia muito com Madeleine. A turista norueguesa Marie Pollard também se disse convencida de que uma menina que viu no Marrocos era Madeleine.

Fonte: G1
A+ A-