Internet promove o aumento do consumo de drogas, alerta ONU

O relatório distribuído pelo escritório da Unodc revela que o jovem é o mais atingido pelo comércio ilegal de drogas.

A internet foi considerada uma das maiores ameaças no combate ao consumo de drogas. Segundo o Relatório de 2008 da Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (Jife), divulgado hoje (19), a facilidade na compra virtual de drogas aumenta o número de usuários.

O relatório, distribuído pelo escritório da Organização das Nações Unidas contra Drogas e Crimes (Unodc), revela que o jovem é o mais atingido pelo comércio ilegal de drogas na internet por fazer parte de um grupo vulnerável da sociedade.

Outro desafio relatado pela Jife é a falta de propostas consistentes no combate mundial ao consumo de maconha , a droga mais consumida na Argentina, no Peru, Equador e Uruguai.

O relatório estuda as principais tendências sobre o uso e tráfico de drogas, por região, no mundo. Dessa forma, foi constatado que, em 2008, a África Ocidental tornou-se a maior rota de tráfico de cocaína para a Europa.

Na América do Sul, a Colômbia registrou um aumento de 27% na plantação de coca e continua sendo o maior produtor da droga, com 55% da área total de plantação ilegal no território latino. Seguido pelo Peru, com 29%, e pela Bolívia, com 16%.

A Jife fez ainda um alerta para a relação do consumo de drogas com o aumento da violência mundial e destaca que a violência gerada entre cartéis de drogas, traficantes e policiais é o grande desafio da América do Norte.

A Jife é uma organização criada em 1968 pela Convenção Única sobre Drogas Entorpecentes. Um dos seus objetivos é monitorar a atuação dos países no cumprimento de tratados internacionais no controle das drogas.

Fonte: Agência Brasil

A+ A-