Homens roubam religiosos que iam ajudar desabrigados no Peru

Vítimas tiveram a caminhonete --na qual levavam uma tonelada em doações para a zona peruana atingida pelo terremoto de 15 de agosto roubada.

O religioso mexicano Rogelio Bustos e o italiano Ivan Bernardi, da congregação cristã Missionários Combonianos do Coração de Jesus da Igreja Católica, foram assaltados e tiveram a caminhonete --na qual levavam uma tonelada em doações para a zona peruana atingida pelo terremoto de 15 de agosto-- roubada.

Bernardi afirmou que ficou paralisado. Em 2006, o religioso foi vítima de um roubo quando saía de um banco em Lima, ocasião em que lhe roubaram cerca de US$30 mil (cerca de R$ 58 mil).

O roubo ocorreu na última quarta-feira (22) pela manhã quando, junto com o sacerdote Bustos, conduzia a caminhonete pela Panamericana Sul, que conecta Lima à região de Ica, a mais afetada pelo terremoto.

Bustos disse que foram abordados no distrito de Surco, próximo à sede de sua congregação, às 6:15h (8h15), quando já não havia muita circulação de pessoas nem de veículos.

Sua caminhonete foi interceptada por um automóvel do qual desceram quatro homens armados, que entre insultos obrigaram os dois religiosos a descer.

Tiraram ambos do carro, roubaram seus documentos, e enquanto um subia na caminhonete os outros três voltaram para o outro veículo e fugiram do lugar.

Os religiosos pediram auxílio para uma taxista, que os levou à delegacia da região.

"Isto não tem nome, foi agressão após agressão. Continuamos coletando doações, no entanto, não temos caminhonete", afirmou Busto, cuja congregação tem duas paróquias na cidade de Chincha, afetada pelo abalo sísmico.

A congregação foi fundada pelo bispo missionário italiano Daniel Comboni, que trabalhou muitos anos na África.

Fonte: Folha Online
A+ A-