Finlândia e Suécia abrem conversas com Turquia sobre entrada na Otan

Presidente turco falou hoje por telefone com líderes dos dois países.

Da redação,
Yves Herman
Oposição turca surpreendeu os outros integrantes da Otan, que esperavam apressar o processo para garantir à Finlândia e à Suécia mais segurança.

O presidente da Turquia, Tayip Erdogan, que já se manifestou por várias vezes contrário à entrada da Finlândia e da Suécia na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), falou hoje (21) com líderes dos dois países por telefone. A informação são dos próprios países. 

A Turquia, que é membro da Otan, disse que vai votar contra as novas adesões, em protesto contra os países nórdicos, que segundo o país, abriga terroristas turcos. Mesmo assim, esta semana, a Finlândia e a Suécia entregaram oficialmente a candidatura para entrada no grupo. 

A oposição turca surpreendeu os outros integrantes da Otan, que esperavam apressar o processo para garantir à Finlândia e à Suécia mais segurança contra ameaças crescentes da Rússia na região.

Segundo o governo turco, Erdogan disse à primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson, esperar passos concretos sobre suas preocupações. Na conversa, ele também pediu o fim de um embargo comum imposto à Turquia em 2019 após incursão do país na Síria.

Anderson, segundo a Suécia, respondeu que as conversas estão abertas, especialmente sobre terrorismo.

Na outra ligação, com a Finlândia, Niinisto disse que teve uma conversa "aberta e direta" com Erdogan e que "o diálogo continua".

Tags: Finlândia Otan Suécia Turquia
A+ A-