Em retaliação aos EUA, China ordena fechamento de consulado americano em Chengdu

Medida de Pequim é resposta ao fechamento do consulado chinês em Houston, no Texas, apontado como 'centro de espionagem'.

Da redação, Estadão Conteúdo,
Yuri Gripas/Reuters
Na última quarta-feira, os Estados Unidos ordenaram o fechamento do consulado chinês em Houston, no Texas, em até 72 horas.

A China ordenou nesta sexta-feira (24), o fechamento do consulado dos Estados Unidos na cidade de Chengdu, no sudoeste do país. A decisão foi anunciada três dias após Washington acusar Pequim de espionagem e fechar o consulado chinês em Houston, no Texas.

Esta decisão constitui “uma resposta legítima e necessária às medidas irracionais dos Estados Unidos”, disse o Ministério das Relações Exteriores chinês em um comunicado, sem deixar claro se havia acusações específicas contra a missão norte-americana em Chengdu.

A medida chinesa foi tomada horas depois do secretário de Estado americano, Mike Pompeo, declarar que o consulado chinês em Houston era utilizado para “roubo de propriedade intelectual”.

O ministério chinês não especificou quando fechará o consulado americano. “A situação atual das relações entre os dois países não corresponde aos desejos da China e os Estados Unidos são inteiramente responsáveis por isso”, denunciou o governo chinês, que convocou Washington a “criar as condições necessárias para que as relações bilaterais voltem à normalidade”.

A tensão entre China e Estados Unidos, já alimentada pelas disputas comerciais e acusações mútuas sobre a origem da pandemia do novo coronavírus, aumentou nas últimas semanas com a imposição por parte de Pequim de uma lei de segurança nacional em Hong Kong.

Washington considerou que essa lei destrói a autonomia da antiga colônia britânica e tomou medidas de represália econômicas contra a região.

Tags: China Estados Unidos Mundo
A+ A-