Dupla armada rouba carro de delegado em Ponta Negra

Veículo foi abandonado cerca de 150 metros depois. Polícia procura pelos criminosos.

Fred Carvalho,
Dois homens armados roubaram na noite desta terça-feira (24) o carro do delegado regional de Santa Cruz, Marcelo Marcos Alves de Lima. O crime foi cometido na rua em que o delegado mora, em Ponta Negra, bairro da zona Sul de Natal. O veículo foi abandonado próximo ao cemitério do bairro, cerca de 150 metros da casa de Marcelo Alves.

“Estava chegando a minha casa por volta das 21h com minha mulher e meus dois irmãos. Ainda vi que dois homens bem vestidos estavam próximos, mas resolvi abrir o portão. Foi quando eles sacaram as armas e apontaram para a gente”, contou o delegado ao Nominuto.com.

Após o anúncio do assalto, a dupla ainda entrou na casa do delegado. “Eles invadiram minha casa e começaram a revistar a sala e alguns quartos. Eu comecei a gritar com eles para que fossem embora levando o carro, pois não tinha nada de valor dentro de casa. Após alguns minutos, eles resolveram obedecer minhas ordens e fugiram só com o carro”, complementou Marcelo Alves, que em nenhum momento se identificou como delegado aos bandidos.

Antes de fugirem os criminosos ainda deram uma coronhada na cabeça do delegado, que teve que levar alguns pontos. Depois que a dupla fugiu, o delegado pegou a arma dele e, na garupa de uma moto, iniciou uma busca pelos criminosos.

“Fomos por algumas ruas, mas logo vi que o meu carro, um Space Fox, havia sido abandonado cerca de 150 metros da minha casa, próximo ao cemitério de Ponta Negra. Acho que fizeram isso porque o carro tem uma caixa de marcha diferente, o que dificulta a dirigibilidade para quem não está acostumado com ele. Em seguida uma viatura da PM chegou e ainda fez algumas buscas pelo bairro, mas não encontrou os bandidos”, falou o delegado.

Marcelo Alves registrou o fato na manhã desta quarta-feira (25), na delegacia de Ponta Negra. “Pelo menos não houve nada de mais. As únicas coisas que aconteceram foi um pequeno corte na minha cabeça e o prejuízo pelo fato de a chave do carro, que é codificada, estar desaparecida. Infelizmente estamos todos sujeitos a isso. Não é porque sou delegado que seria diferente”, concluiu.

O caso será investigado pela equipe da delegacia de Ponta Negra. O delegado Marcelo Alves deverá prestar assistência aos colegas na busca pelos bandidos.
A+ A-