Casa Branca diz que Biden falará com Putin sobre ataque de hackers à JBS

No domingo passado, as operações das fábricas da JBS na América do Norte e na Austrália foram afetadas pelo ciberataque.

Da redação, Estadão Conteúdo,
Arquivo/FDR
Ataque cibernético à JBS será um dos assuntos que o presidente dos EUA, Joe Biden, discutirá com o líder da Rússia, Vladimir Putin.

A Casa Branca informou nesta quarta-feira (2) que o ataque cibernético à JBS será um dos assuntos que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, discutirá com o mandatário da Rússia, Vladimir Putin, em um encontro presencial neste mês.

"O presidente Biden certamente pensa que o presidente Putin e o governo russo têm um papel a desempenhar para prevenir esses ataques", declarou a porta-voz Jen Psaki durante uma coletiva de imprensa.

Segundo a assessora, o ataque à JBS é um "lembrete" de que as empresas privadas precisam aumentar a segurança cibernética. "Não estamos retirando nada da mesa em termos de como podemos responder a isso", acrescentou Psaki.

No domingo (30), as operações das fábricas da JBS na América do Norte e na Austrália foram afetadas pelo ciberataque. Ontem, a empresa anunciou ter realizado progressos "significativos" na resolução dos problemas causados pela ação dos hackers.

A vice-secretária de imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, informou ontem que a empresa está recebendo assistência do governo americano. Em conversa com repórteres, a porta-voz explicou que a companhia foi alvo de uma ofensiva ransomware, em que os criminosos bloqueiam acesso ao sistema infectado e cobram uma espécie de resgate para a liberação.

Biden e Putin se reunirão presencialmente em 16 de junho. O encontro ocorrerá em Genebra, na Suíça.

Tags: ataque cibernético Joe Biden Vladimir Putin
A+ A-