Caixa-preta de avião na Tailândia é encontrada

Fortes ventos e chuvas teriam contribuído para o acidentem, que causou a morte de pelo menos 88 pessoas.

BBC Brasil,
Autoridades de aviação na Tailândia estão investigando os destroços e a caixa-preta do avião da empresa One-Two-Go que saiu da pista e pegou fogo no aeroporto de Phuket, na Tailândia, para tentar descobrir as causas do acidente de domingo (16).

Fortes ventos e chuvas teriam contribuído para o acidentem, que causou a morte de pelo menos 88 pessoas.

O avião tinha cerca de 130 pessoas a bordo. Acredita-se que os dois pilotos morreram no acidente, e 55 estrangeiros estariam entre as vítimas fatais.

Cerca de 40 pessoas escaparam das ferragens em chamas e foram levadas para o hospital. Muitas sofreram queimaduras.

Funcionários do hospital disseram à agência de notícias AFP, que entre os feridos há cidadãos da Austrália, Áustria, Grã-Bretanha, Irã, Irlanda, Itália, Holanda e Suécia.

As autoridades dizem que o equipamento que registra as operações no avião foi descoberto nos destroços da aeronave, que se partiu em duas, em meio à chuva e à ventania.

A ministra dos Transportes, Theera Haocharoen, disse que é cedo demais para dizer o que causou o acidente.

Chamas
O vôo OG 269 vinha da capital tailandesa, Bangcoc. Assim que o avião tocou o solo, houve uma explosão seguida de um incêndio na aeronave.

Um turista francês que estava no avião que vinha atrás contou à agência de notícias AFP que "quando pousou, o avião pegou fogo. Nós pudemos ver as chamas saindo do avião".

O sobrevivente Parinwit Chusaeng disse à TV tailandesa: "Eu vi passageiros tomados pelas chamas quando passei por cima deles para sair do avião".

"Eu tive medo que o avião explodisse, então, fugi correndo."

O avião estava se aproximando do aeroporto de Phuket quando o piloto pediu para abortar o pouso, disse à TV tailandesa o representante da Autoridade de Transportes Aéreos da Tailândia, Chiasak Angkauwan.

"A torre de controle permitiu que eles o fizessem, mas o avião caiu na pista e se partiu", disse ele.

A One-Two-Go foi criada em 2003 e pertence à empresa aérea Orient Thai.

Este é o pior acidente da aviação tailandesa desde dezembro de 1998, quando 101 pessoas morreram na tentativa de pouso de um avião da Thai Airways, perto de outro balneário no sul do país.

O balneário de Phuket é bastante popular entre turistas ocidentais.

Queimaduras
Fontes hospitalares dizem que cinco dos sobreviventes estão em estado crítico, com queimaduras em 60% do corpo.

A tarefa de identificar os mortos está sendo dificultada pela falta de dados sobre as nacionalidades dos passageiros e pelo estado dos corpos, muitos deles bastante queimados.

Entre os passageiros estariam dois casais israelenses em lua de mel.

Um australiano que, aparentemente, teria sido um dos sobreviventes do tsunami de 2004 em Phuket, está sob tratamento.
A+ A-