Brasileiros contam experiências em incêndios na Grécia

Alguns deles viveram o perigo do fogo descontrolado de perto.

BBC Brasil,
Brasileiros que moram na Grécia dizem que a grande quantidade de incêndios no país gera um clima de apreensão. Alguns deles viveram o perigo do fogo descontrolado de perto.

A professora brasileira Margareth Monteiro, que mora no bairro de Papagou, no oeste de Atenas, conta que avistou um foco de incêndio na região da varanda de sua casa, na manhã de sábado (25) e, juntamente com sua amiga, a psicóloga Korina Hatzinikolaou, correu para o local onde a floresta queimava para tentar ajudar a apagar o incêndio.

"Quando eu cheguei, fiquei perplexa com o tamanho das chamas, que eu conseguia ver por cima das árvores de 20 a 30 metros. Não consegui fazer nada nos primeiros 15 minutos. É muito assustador e você se sente impotente ali", contou Margareth.

O comerciante brasileiro Stélios Chalkiadakis Jr. também sentiu este temor quando viajava de carro com outras três pessoas pela península do Peloponeso, onde ocorrem os piores incêndios, e teve de parar no acostamento em Tripoli por causa de um bloqueio.

"No caminho nós vimos uma fumaça bem intensa e quando saímos de um túnel, pudemos ver o incêndio. Estava ventando muito e ficamos com medo de que o fogo nos cercasse, como está acontecendo muito nos últimos dias."
A+ A-