Biden visita escola enlutada em Uvalde e ouve apelos da comunidade

Um memorial com 21 cruzes - uma por cada morte - representa as 19 crianças e os dois professores mortos na escola básica de Robb.

Da redação, Agência Brasil,
© Reuters/Marco Bello/EBC
Memorial dedicado às 21 vítimas do tiroteio que aconteceu na última terça-feira na escola básica de Robb, em Uvalde, no Texas (EUA).

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deslocou-se ontem (29) ao estado do Texas e visitou o memorial dedicado às 21 vítimas do tiroteio na escola básica de Robb, em Uvalde, onde se encontrou com as respectivas famílias. Depois da ressaca do ataque com alegadas motivações racistas em Buffalo, Nova Iorque, há duas semanas, Joe Biden voltou a estar presente no local atingido pelo massacre. Um inquérito apura a atuação da polícia durante a ação e reabre a  discussão sobre legislação das armas.

Um memorial com 21 cruzes - uma por cada morte -  representa as 19 crianças e os dois professores mortos na escola básica de Robb.

O casal presidencial parou em frente ao memorial erguido à porta do estabelecimento de ensino e a primeira-dama depositou um ramo de flores brancas. Joe e Jill Biden seguiram depois para uma missa na igreja católica do Sagrado Coração e encontros com familiares das vítimas.

"Faça alguma coisa", pediu a comunidade. A presença do presidente Biden foi aplaudida, mas os moradores de Uvalde reivindicaram medidas que tornem o país mais seguro para os filhos. O presidente respondeu: "Vamos".

Na rede social Twitter, horas antes, o presidente norte-americano já tinha manifestado solidariedade á comunidade devastada: "Para todos que foram afetados pelo terrível tiroteio na escola primária em Uvalde, no Texas: Lamentamos convosco. Nós rezamos convosco. Estamos convosco. E estamos comprometidos em transformar essa dor em ação".

Tags: EUA Joe Biden Mundo Texas Tiroteio
A+ A-