Banco Mundial saúda comprometimento do G7 com aceleração do combate à pandemia

Pela parte da instituição, o comunicado indica que há US$ 3 bilhões mobilizados para a vacinação em 32 países.

Da redação, Estadão Conteúdo,
AFP
Países do G7 prometem entregar pelo menos 1 bilhão de doses extras de vacinas contra a covid-19.

O Banco Mundial saudou o comprometimento do G7 com a aceleração do combate à pandemia de covid-19, indicando que os anúncios sobre doações de vacinas feitos pelo grupo são "bem-vindos". Em comunicado, o presidente do órgão, David Malpass, apontou que o organismo multilateral encoraja países com doses excedentes a liberarem suas vacinas para nações com planos de imunização em vigor.

Pela parte do Banco Mundial, o comunicado indica que há US$ 3 bilhões mobilizados para a vacinação em 32 países, e que nas próximas semanas, mais recursos deverão ser destinados ao tema. Junto ao Fundo Monetário Internacional (FMI), o G7 e algumas outras organizações, o Banco Mundial está envolvido em uma força-tarefa para buscar acelerar a vacinação global em 2021.

Um dos pontos destacados pelo órgão é o impulsionamento na produção local de vacinas, com "investimentos avançados" na África do Sul, em Ruanda e no Senegal.

Segundo reportagens que tiveram acesso ao esboço do comunicado previsto para depois do encontro do G7, os países prometerão entregar pelo menos 1 bilhão de doses extras de vacinas contra a covid-19.

Tags: G7 vacinas
A+ A-