Lina Vieira lamenta morte de Osíris Lopes Filho, ex-secretário da Receita

Em nota oficial, Lina afirmou que Osíris foi um dos melhores ocupantes do cargo, ao atuar no combate à sonegação de impostos.

Agência Brasil,
A secretária da Receita Federal, Lina Maria Vieira, manifestou ontem (26) pesar pela morte do ex-secretário do órgão Osíris Lopes Filho. Em nota oficial, Lina afirmou que Osíris foi um dos melhores ocupantes do cargo, ao atuar no combate à sonegação de impostos.

“O doutor Osíris deixou marcas inolvidáveis no esforço de valorização dos servidores da Receita Federal, pela coragem de enfrentar interesses poderosos e combater efetivamente a sonegação, a pirataria e o contrabando”, destaca o texto.

Advogado especializado em tributação, Lopes Filho, de 69 anos, morreu às 8h30 de ontem (26) no Hospital Santa Lúcia, em Brasília, após complicações causadas por um acidente vascular cerebral (AVC). Ele estava internado desde sexta-feira (20).

Secretário da Receita no governo de Itamar Franco, no início dos anos 90, Osíris Lopes Filho ficou conhecido por confrontar o patrimônio e as declarações de renda de contribuintes com iates e aviões. Ele também criou os centros de atendimento aos contribuintes.

Osíris saiu do cargo em 1994, após determinar que a bagagem dos jogadores brasileiros passasse pela Alfândega no retorno da seleção ao país, depois da conquista do tetracampeonato mundial na Copa dos Estados Unidos.

Impedido de cobrar o Imposto de Importação sobre o excesso de bagagem, ele resistiu às pressões políticas, não abriu mão de taxar, e renunciou em razão do episódio.
A+ A-