Advogados de Trump têm hoje última oportunidade para convencer Senado

Defesa insiste que o processo ataca a Constituição norte-americana, que o presidente não praticou nenhum crime e que não houve pressão sobre a Ucrânia.

Da redação, Agência Brasil,
Shawn Thew/EFE
Trump é acusado de ter abusado dos privilégios do cargo para pressionar o presidente da Ucrânia a investigar a família de Joe Biden.

Pelo segundo dia, os advogados da Casa Branca apresentaram a defesa de Donald Trump no processo de impeachment do presidente americano.

Hoje (28) é a última oportunidade para eles tentarem convencer os 100 senadores de que Trump não cometeu abuso de poder e obstrução ao congresso, os dois artigos que fundamentam o processo.

Os advogados de Trump têm insistido que esse processo ataca a Constituição norte-americana, que o presidente não praticou nenhum crime e que não houve pressão sobre a Ucrânia.

Os democratas insistem que a maioria republicana no Senado tem de aprovar a audição de novas testemunhas e a apresentação de novas provas.

Trump é acusado pelos democratas de ter abusado dos privilégios do cargo, para pressionar o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, a investigar a família de Joe Biden, seu maior rival entre os candidatos democratas às eleições presidenciais de 2020.

Tags: Donald Trump Impeachment
A+ A-