Idema publica Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental Bonfim-Guaraíra

Unidade de conservação é a maior do RN em ambiente terrestre, cobrindo mais de 42 mil hectares em seis municípios do litoral leste do estado.

Da redação, Idema,
Idema

Após anos de estudos e discussões participativas em sua elaboração, o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – Idema publicou o Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental Bonfim-Guaraíra. A Portaria Nº 055/2020, publicada no dia 2 de dezembro, garante a disponibilização desse importante documento que orienta a gestão da Unidade de Conservação para toda a sociedade. O Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental Bonfim-Guaraíra, bem como seu Zoneamento Ecológico-Econômico, estão disponíveis no site do Instituto (idema.rn.gov.br) ou diretamente no link: https://is.gd/hBdHs0

Segundo o diretor geral do Idema, Leon Aguiar, após contribuições de diversos setores da sociedade, a proposta do documento foi aprovada pelo Conselho Gestor da Unidade de Conservação.  

“Para atender seus objetivos, uma Unidade de Conservação deve contar com instrumentos de gestão como o seu plano de manejo, um documento construído de forma participativa que apresenta os procedimentos e mecanismos de gestão, assim como estratégias, projetos e ações que garantam o alcance do seu propósito”, afirmou.

O Plano de Manejo é um documento técnico mediante o qual, com fundamento nos objetivos gerais de uma Unidade de Conservação, se estabelece o seu Zoneamento e as normas que devem presidir o uso da área e o manejo dos recursos naturais, inclusive a implantação das estruturas físicas necessárias à gestão da Unidade. O Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental Bonfim-Guaraíra foi aprovado por seu Conselho Gestor, em 14 de agosto de 2020, durante a 26ª Reunião Ordinária.

De acordo com o supervisor do Núcleo de Gestão de Unidades de Conservação (NUC/Idema), Rafael Laia, esse é um passo essencial para garantir um meio ambiente ecologicamente equilibrado. “Além disso, com o devido Plano de Manejo podemos fortalecer a qualidade de vida das pessoas que vivem dentro dos limites da APABG, bem como da população potiguar e demais visitantes que usufruem dos recursos naturais e turísticos garantidos pela existência e eficiente gestão da Unidade de Conservação”, disse.

O supervisor acrescentou, ainda, que o aquífero subterrâneo e o sistema de lagoas da APA Bonfim-Guaraíra são pontos que merecem destaque com a aprovação do Plano de Manejo. “O primeiro, por prover água potável para mais de 30 municípios do interior do estado, e as lagoas por possuírem grande beleza cênica que, junto com as praias e ambientes dunares, atraem um número considerável de turistas todos os anos. A biodiversidade presente na área precisa ser preservada”, ressaltou Rafael Laia.

Entre as espécies da fauna que utilizam a área da APA estão as tartarugas-de-pente (Eretmochelys imbricata), espécie criticamente ameaçada de extinção que utiliza as praias da região para formar o seu maior adensamento de desova de todo o Oceano Atlântico Sul.

APA Bonfim-Guaraíra

A Área de Proteção Ambiental Bonfim-Guaraíra é a maior unidade de conservação estadual em ambiente terrestre, cobrindo mais de 42 mil hectares em seis municípios da região do litoral leste do estado. Criada em 1999, com os objetivos principais de proteger e preservar a Mata Atlântica e os seus ecossistemas associados, os recursos hídricos e a fauna e a flora nativa, aproximadamente 40% da unidade de conservação é coberta por vegetação nativa remanescente.

A APABG está presente nos municípios de Tibau do Sul, Goianinha, Arês, Senador Georgino Avelino, Nísia Floresta e São José de Mipibu, localizados no litoral oriental do Rio Grande do Norte.

Tags: Idema
A+ A-