Sandro Pimentel comenta crescimento da violência contra a mulher em 2020

Durante sessão, deputado estadual lembrou dos recentes feminicídios noticiados pela imprensa.

Da redação, Assembleia Legislativa,
Assecom/AL
Deputado estadual Sandro Pimentel durante pronunciamento no plenário da Assembleia Legislativa do RN.

O deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL) destacou, na sessão plenária que aconteceu nesta terça-feira (29), na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, o crescimento da violência no ano de 2020, especialmente contra a mulher. 

“O ano de 2020 não deixará saudades, porque tem sido um ano de muitas tragédias, muitos assassinatos, fora as mortes pela pandemia. Além de mais de 190 mil famílias chorando a perda dos seus entes queridos, observamos com tristeza o alto índice de feminicídio no Brasil, crescendo a cada dia, bem como o crescimento do índice de violência de modo geral”, disse.

O parlamentar lembrou dos recentes feminicídios noticiados pela imprensa, onde as vítimas sofreram violência na frente dos filhos. “O homem se acha mais importante do que a mulher, a mulher não pode dizer não para ele. Mulher não é objeto, não é propriedade. Isso me deixa revoltado, ver uma mulher ser humilhada, violentada, assassinada cruelmente. Quando é que nós vamos parar com isso?”, desabafou.

Tags: Assembleia Legislativa feminicídios Sandro Pimentel
A+ A-