Gustavo Carvalho critica situação das estradas do interior do Estado

Deputado diz que anúncio do governo de que estaria iniciando obras de recuperação asfáltica foi “mera falácia”.

Da redação, Assembleia Legislativa,
João Gilberto/AL

Durante a 75ª Sessão Plenária Ordinária desta terça-feira (15), realizada de forma híbrida (presencial e remotamente), o deputado Gustavo Carvalho (PSDB) criticou a situação das estradas do interior do RN e chamou a atenção para a falta de manutenção.

“Hoje eu trago notícias sobre minhas visitas recentes ao interior do Estado. Pelo que se vem repercutindo há alguns meses e pelo número de requerimentos que apresentamos para recapeamento da malha viária do RN, eu achava que iria viajar com estradas parecendo tapetes. Mas não foi o que eu encontrei. Eu saí de Natal e logo tomei um susto. O caminho para o Alto Oeste está um caos. De Marcelino Vieira para Tenente Ananias, de Campo Grande para Messias Targino, em Patu há muitos buracos, em Almino Afonso também, enfim; há trechos esburacados por todos os lados”, denunciou.

Acrescentando, o parlamentar contou que foi ainda a São Paulo do Potengi, Barcelona e São Tomé, e não encontrou nada diferente. “Trechos acidentados e cheios de buracos, reduzindo a segurança e a capacidade de escoamento da produção. Um completo absurdo”, disse Gustavo Carvalho.

Para o deputado, o anúncio do governo de que estaria iniciando obras de recuperação asfáltica pelas estradas do interior foi “mera falácia”. “Por tudo isso que relatei, eu quero aqui lamentar a falta de ação enérgica do Governo do Estado. E isso ocorre em todos os setores. Na Saúde já está muito evidenciado. Na infraestrutura, o governo fez esses anúncios, que não passaram de falácias, achando que a gente não iria ver. Mas a gente viu”, apontou. 

Por fim, Gustavo Carvalho questionou por que o Governo do Estado divulgou o início de obras “tapa-buracos” que não começaram efetivamente. “É assim que o governo quer se comportar até o fim do seu mandato, tentando enganar a população? Quero deixar claro que nós não vamos deixar de reproduzir o sentimento de desgaste, indignação e desaprovação a um governo que prometeu sonhos e não realizou nada”, concluiu.

Tags: Assembleia Legislativa
A+ A-