CPI da Arena das Dunas terá primeira reunião nesta sexta-feira

Deverão ser eleitos pelos deputados membros o presidente e o relator da comissão.

Da redação,
Assecom/RN
Auditoria apontou que o governo teria desembolsado quase R$ 110 mi a mais do que deveria ter sido pago à Arena das Dunas.

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI)  da Arena das Dunas, instalada pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte  para investigar o contrato entre o Governo do Estado e a Arena das Dunas, terá sua primeira reunião nesta sexta-feira (29), quando os deputados membros vão eleger presidente e relator da comissão. Em seguida, será discutido o calendário de atividades e os primeiros passos da investigação.

A AL definiu na quinta-feira (21) os nomes dos cinco deputados que vão fazer parte da  CPI. São eles: Sandro Pimentel (PSOL), Isolda Dantas (PT), Allyson Bezerra (Solidariedade), Coronel Azevedo (PSC) e Tomba Farias (PSDB).

O foco principal da CPI da Arena das Dunas será apurar as condições em que o contrato foi elaborado, a atual execução, assim como os possíveis prejuízos ao erário público que decorreram desse acordo. O autor do pedido para criação da CPI, que teve 10 assinaturas para instalação, foi o deputado Sandro Pimentel, que também fez o requerimento para que a Controladoria-Geral do Estado (Control) realizasse o levantamento sobre o contrato.

Na auditoria realizada pela Control, foi apontado que o Governo do Estado teria desembolsado quase R$ 110 milhões a mais do que deveria ter sido pago à Arena das Dunas. O órgão contesta os valores de repasses fixos e variáveis à Arena, que são de aproximadamente R$ 10 milhões, e sugeriu que o Executivo suspendesse o pagamento de parte dos recursos.

Tags: Assembleia Legislativa CPI da Arena das Dunas reunião
A+ A-