Câmara discute PL que cria frota suplementar no transporte público de Natal

Objetivo é conter as aglomerações pelo período de duração do estado de calamidade causado pela pandemia da covid-19.

Da redação, CMN,
Elpídio Júnior/CMN
Durante as discussões, os vereadores justificaram os posicionamentos, e ao final, a urgência da matéria foi rejeitada pela maioria.

Durante a tarde desta terça-feira (13), a Câmara Municipal de Natal se reuniu em Sessão Ordinária remota para apreciar, em regime de urgência, uma matéria de autoria do vereador Milklei Leite (PV), que instituía a frota suplementar de emergência no transporte coletivo, com o objetivo de conter as aglomerações pelo período de duração do estado de calamidade causado pela pandemia da covid-19. 

Durante as discussões, os parlamentares justificaram os seus posicionamentos, e ao final, a urgência da matéria foi rejeitada pela maioria. Uma das justificativas apresentadas é que o projeto precisa tramitar pelas comissões, para que possa ser aprimorado e ter também a inclusão de emendas para melhorá-lo.

“Quero parabenizar o autor pela iniciativa em trazer esse projeto de lei muito importante, diante da necessidade de realmente tomarmos um posicionamento para minimizar essa questão da aglomeração, mas vejo também que podemos ampliar a discussão”, citou o vereador Geovane Peixoto (PTB). 

“Apresentei esse projeto no intuito de que transporte escolar, transporte alternativo que estão parados possam fazer o transporte durante o horário de pico, assim como o transporte de fretamento e de turismo. O que nós observamos durante todo esse tempo é que os ônibus superlotados estão todos os dias e as empresas não estão cumprindo as ordens expedidas”, explicou o vereador Milklei Leite (PV).

Tags: Câmara Municipal de Natal frota suplementar transporte público
A+ A-