Toffoli entrega a Maia sugestões para desburocratizar os julgamentos do Tribunal do Júri

Presidente do STF disse que o objetivo é combater os crimes dolosos contra a vida.

Da redação, Agência Câmara,
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, durante reunião no Congresso.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, entregou nesta quarta-feira (19) ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), uma sugestão legislativa para desburocratizar os julgamentos dos crimes dolosos contra a vida.

Atualmente, o Tribunal do Júri é formado por um juiz de direito e 25 jurados que têm competência para julgar os crimes e detêm soberania em relação às suas decisões.

Entre as propostas apresentadas estão a diminuição das possibilidades de adiamentos inúteis da sessão de julgamento do Tribunal do Júri, como a possível instalação da sessão mesmo diante da presença de quantitativo inferior a 15 jurados.

Diagnóstico

Dias Toffoli afirmou que o objetivo é combater os crimes dolosos contra a vida. “Fizemos um diagnóstico sobre todos os processos de júri no Brasil, inclusive dividido por estado, com dados sobre feminicídio e atuação da polícia. É um diagnóstico aprofundado para combater a epidemia de crimes contra a vida”, afirmou o presidente do STF.

Em outubro, em sessão plenária do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Dias Toffoli afirmou que o número de homicídios no Brasil precisa ser enfrentado. Segundo ele, foram 500 mil homicídios a cada dez anos.

Tags: Justiça
A+ A-